Fundação Cidade das Artes

Memoria

Memória

A Fundação Cidade das Artes é um espaço concebido para abrigar múltiplas atividades artísticas, como exposições, apresentações de dança, teatro e música. Este complexo cultural também é utilizado para palestras, oficinas, congressos, conversas com autores, lançamentos de livros e outras atividades de formação cultural e artística.

Os eventos que ocorrem neste espaço são filmados e fotografados para que todos os interessados possam ter acesso, através deste site, ao histórico de programação da Cidade das Artes e os programas das peças podem ser pesquisados na Sala de Leitura, local onde serão preservados todos os materiais impressos relacionados à programação.

Eventos Passados

Workshop Walter’s Coiffeur - Técnicas de Cortes 24/03 Arte e Conhecimento                                                                                   *VAGAS ESGOTADAS!   PROFISSÃO CABELEREIRO: WALTER’S COIFFEUR PROMOVE WORKSHOP GRATUITO NA CIDADE DAS ARTES Workshop ensinará técnicas de cortes para profissionais que atuam no mercado de beleza No dia 24 de março, os profissionais que já atuam no mercado de beleza terão a oportunidade de aprofundar diferentes técnicas de corte no Workshop gratuito promovido pela rede Walter’s Coiffeur. O curso acontecerá na Cidade das Artes, de 10h às 15h, ministrado por instrutores renomados da Walter’s Academy, centro técnico de capacitação fundado pela rede, que já formou mais de 250 alunos em diferentes áreas nos últimos dois anos. As técnicas ensinadas durante o curso abrangem desde princípios básicos para corte, como visagismo e ângulos, até estilos modernos, como o corte bordado. “O Workshop abordará as formas de cortes: sólida, graduada, camadas aumentadas e camadas uniformes. Também teremos a apresentação de cortes em linhas programadas, assim como abordagens sobre o visagismo, arquitetura do corte e técnicas de afinamento, rotação da navalha e peeling com navalha.” Comenta Germany Martins, Coordenador Técnico da Walter’s Academy e Coach com experiência na área da beleza. CAPACITAÇÃO E APRIMORAMENTO GERAM OPORTUNIDADES EM MEIO A CRISE Para 2018, a expectativa para o mercado de salões de beleza no Brasil é favorável. Colocado entre os quatro principais países consumidores de beleza no mundo, estima-se que existam mais de 1,5 milhões de profissionais cabeleireiros no Brasil. Além disso, uma pesquisa divulgada pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), revela que o número de salões praticamente quadruplicou no país. Em 2012 eram 155 mil e, em 2017, somaram-se mais de 600 mil estabelecimentos. Neste cenário, o segredo para destacar-se e conquistar uma clientela fidelizada é a capacitação. “A cada dia surge uma novidade no mercado de beleza, que está constantemente em crescimento e expansão. Por isso, a capacitação em diferentes setores do mercado se torna muito importante aos profissionais de beleza. Os clientes chegam ao salão cheios de informações e tendências e buscam por um profissional antenado, atualizado e que possua conhecimento. Vivemos um momento onde a qualificação gera um diferencial na área da beleza, por isso os cursos, workshops, eventos e feiras são importantes para essa especialização.” Explica Monalisa Gagno, Gerente Administrativa da Walter’s Academy. Para formar e capacitar profissionais na área da beleza, Walter Cabral, fundador da rede Walter’s Coiffeur, que atua há 54 anos no Rio de Janeiro, sonhava em fundar um centro técnico para formação em diversas áreas, como: barbearia, cabeleireiro, manicure e estética. Deste sonho nasceu a Walter’s Academy, localizada na Freguesia, em Jacapareguá. Atualmente, com 21 anos de sua fundação, a academia forma e capacita especialistas para atuarem na rede Walter’s Coiffeur e também em diversos estabelecimentos do Brasil. “Tenho especial paixão pela academia, é nela que futuros profissionais de beleza descobrem a arte de como tornar as pessoas mais felizes, por intermédio de um novo penteado ou um corte de cabelo”, celebra Walter, que completa 60 anos de carreira, em que conquistou diversos prêmios em campeonatos nacionais e internacionais na área da beleza, em países como França, Alemanha e Japão. Av. das Américas, 7899, Bloco 2, Sala: 602 – PLATINUM ADVANCED (21) 3150-3053 | 3066-1505 | 3047-1144 | 98143-1113 | contato@agenciaamais.com.br Para ingressar na academia, os interessados devem entrar em contato pelos telefones (21) 3816-1237 / 3570-5500, ou comparecer na unidade portando documento de identidade, CPF, comprovante de residência, comprovante de escolaridade e certificado na área de beleza. Para os cursos de manicure e auxiliar de cabeleireiro não é necessário o certificado na área de beleza. “Temos 12 cursos diferentes com duração de 03 a 06 meses, com aulas teórica e prática em modelos.”, completa Monalisa.   Contato para inscrição:  *Até o dia 23 de março ou encerramento das vagas.  E-mail:  cursos.cidadedasartes@gmail.com Telefone: (21) 3325-0448   SOBRE WALTER’S COIFFEUR Há 54 anos no mercado, o Walter’s Coiffeur é uma das maiores e mais tradicionais redes de salão do Rio de Janeiro. O empresário Walter Cabral se consagrou na cidade, sendo considerado um dos principais cabeleireiros de sua geração. A Rede conta com 11 salões no Rio e Grande Rio, nos principais shoppings, com profissionais altamente qualificados nos diversos segmentos de beleza. Em 1996 fundou o Walter’s Academy, centro técnico com propósito de aperfeiçoar, capacitar e formar profissionais na área da beleza.   *VAGAS ESGOTADAS!   PROGRAMAÇÃO GRATUITA.  [+] saiba mais Como fazer Ovos de Páscoa 20/03 Vamos receber nesta terça a confeiteira Zizi Almeida, há 18 anos no ramo da confeitaria, vêm a Cidade das Artes para ensinar a preparar às delicias para essa Páscoa.  Esperamos por vocês para aprender e degustar os  Ovos de Páscoa Tradicional, de Colher e Personalizado.   PROGRAMAÇÃO GRATUITA. [+] saiba mais Ópera, La Serva Padrona 17/03 a 18/03 Música Ópera, La Serva Padrona Ópera em ato único, dividida em dois intermezzi, La Serva Padrona, de Pergolesi, trata-se de uma comédia romântica, importante título do teatro lírico, um dos mais antigos a serem ainda hoje representados em todo o mundo. A ópera tem início com a ária de Uberto, um rico solteirão, que reclama da constante demora de sua serva, Serpina, em atendê-lo, bem como de sua postura de patroa. Após discutirem, Uberto incumbe o empregado, Vespone de lhe arrumar uma esposa obediente, pois somente assim poderá ter uma casa organizada, sem ficar à mercê dos caprichos de sua serva. Após rebater as críticas do patrão, Serpina revela, um pouco de sua personalidade e se oferece como a melhor opção de esposa para o patrão que a desdenha. Um dueto põe fim ao primeiro intermezzo. Valendo-se da ideia do próprio Uberto, e adaptando-a à sua conveniência, Serpina coloca Vespone a seu serviço, convencendo Uberto de que se casará com um homem muito temido, conhecido como Capitão Tempesta, que é o ingênuo Vespone disfarçado. O mudo capitão se comunica através de Serpina e exige de Uberto um dote para se casar com ela, afirmando que, caso não receba seu dinheiro, obrigará o próprio Uberto a contrair matrimônio com a jovem. A astuta serva fez uma aposta correta na avareza do patrão, tendo sucesso em seu plano. Após descobrir que o temido capitão não passa do inofensivo Vespone, Uberto compreende que sempre amou Serpina e que todo o imbroglio foi apenas um pretexto para uni-los. O segundo intermezzo é encerrado com um dueto no qual cada um dos dois, à sua maneira e com suas metáforas, declara seus melhores sentimentos em um alegre final feliz. A montagem é da Atlantis Opera Orchestra, sob a regência e direção musical de Evandro Rodriguese e direção cênica de Manoel Thomas, com cenários Marcelo Moianno. A concepção da Iluminação é de Julia Requião. O Elenco conta com o barítono Rafael Siano faz o papel do rico Uberto, Daruã Góes, soprano, encarna a criada e astuta, Serpina, e o ator Leonardo Nogueira, o cômico empregado mudo, Vespone. [+] saiba mais Como fazer uma websérie sem dinheiro | Cultura da Conectividade 17/03     Leandro Silva é Comunicador Social pela UFRJ e professor de História pela UFF, dirigiu a websérie Oposto do Sexo, com mais de 40 indicações, venceu 8 prêmios, dentre eles Melhor Direção em Roma e Melhor Série de Comédia em Bilbau, Miami e Los Angeles. Também é fundador do Rio Webfest, primeiro e maior festival internacional de séries do Brasil, que chega a sua quarta edição em 2018 após bater recorde mundial de número de inscrições e participantes no ano passado. É apaixonado por cinemas e séries, assunto sobre o qual já palestrou desde o centro do Rio de Janeiro até Seoul na Coreia do Sul.   PALESTRANTE: Leandro Silva   PROGRAMAÇÃO GRATUITA.  *Evento sem necessidade de inscrição prévia, participe conosco! [+] saiba mais Piccolino Pizzaiolo - Aula de pizza para crianças 17/03 Outros No sábado dia 17 de março, o Chefe Jean Richon, do restaurante Abbraccio, ministrará um curso de culinária  para 40 crianças sobre como cozinhar massas e além disso a atividade também contará com um quizz sobre a influencia cultural da Itália no Brasil.  Inscrições: cursos.cidadedasartes@gmail.com  ou 3325-0448 De 8 a 12 anos. Sobre o Abbraccio Cucina Italiana A rede de restaurantes de inspiração italiana Abbraccio veio transformar o comum em extraordinário. Com uma cozinha aberta, que permite aos clientes acompanharem a preparação dos pratos, o conceito une a intensidade do aroma e dos sabores característicos da culinária italiana com uma experiência sensorial única. Destaque para a hospitalidade, atendimento caloroso e um mix de produtos que são releituras de clássicos com um toque contemporâneo. A rede pertence ao grupo Bloomin’ Brands. PROGRAMAÇÃO GRATUITA.  [+] saiba mais Grupo de Estudo Sobre a Educação de Crianças e Adolescentes 15/03 Projetos CDA Tania Maria de Lima e Eugenio Marer, psicólogos Reichianos, estarão durante o ano de 2018  na Cidade das Artes conversando sobre  a obra do fundador da Escola Summerhill, A.S. Neill na Inglaterra.  Um  lugar onde um homem corajoso, apoiado por corajosos,  aplicou durante décadas  os princípios de aprovação, liberdade de expressão e da não repressão  das crianças. Eugenio Marer, psicólogo, orgonoterapeuta, analista bioenergético, psicodramaticista, supervisor, palestrante e empresário. Tania Maria de Lima, psicóloga, orgonoterapeuta, educadora, palestrante e escritora.   *Público: Todos e todas interessados em refletir a educação de crianças e adolescentes [+] saiba mais Poesia, Mulher e Cidade - Conversa Literária 14/03 Projetos CDA  Nesta edição, “POESIA, MULHER E CIDADE” que inaugura o ano de 2018, faremos homenagem ao grande poeta libertário Castro Alves, à Cidade do Rio de Janeiro, ambos por seus aniversários e ao mês da Mulher.    Os convidados desta conversa são: o escritor Godofredo de Oliveira Neto, a escritora Sandra Lopes, o ator e diretor teatral Alexandre Damascena, a Gerente de Leitura e Audiovisual da Secretaria Municipal de Educação, Heveny Mattos e a assistente Marcia Romualdo Levy.    O projeto seguirá pelo menos uma 4ª feira por mês. Agende sua escola, universidade, grupo de estudos, de amigos e venha aprender e participar lendo textos autorais na Conversa Literária: sempre com bons temas e excelentes convidados.   Conversa Literária é um projeto de promoção de Literatura, com foco em formação de leitores e de plateia. Não perca o projeto que está fazendo a diferença na Cidade do Rio de Janeiro.      INFORMAÇÕES: saladeleitura.fca@gmail.com ou (21)3325-0448 “AGENDE SUA ESCOLA, UNIVERSIDADE OU GRUPO DE ESTUDOS”   CURADORIA: Cintía Barreto   PROGRAMAÇÃO GRATUITA.    [+] saiba mais Aula de Pizza Italiana - Sabor Carbonara 13/03 Aula de Pizza Italiana -  Sabor Pizza Carbonara   O restaurante Abbraccio em parceria com a Cidade das Artes, realiza uma sensacional aula de culinária. O tema é: pizza Carbonara. Deguste e aprenda a fazer este delicioso sabor de pizza. Não perca!   Sobre o Abbraccio Cucina Italiana    A rede de restaurantes de inspiração italiana Abbraccio veio transformar o comum em extraordinário. Com uma cozinha aberta, que permite aos clientes acompanharem a preparação dos pratos, o conceito une a intensidade do aroma e dos sabores característicos da culinária italiana com uma experiência sensorial única. Destaque para a hospitalidade, atendimento caloroso e um mix de produtos que são releituras de clássicos com um toque contemporâneo. A rede pertence ao grupo Bloomin’ Brands.       Chef: Jean Richon  Formado na Escola de Gastronomia de Biarritz, na França, o chef Jean Richon possui mais de dez anos de experiência no ramo e é sócio-proprietário da unidade do Abbraccio no Shopping Rio Design Barra.            PROGRAMAÇÃO GRATUITA. [+] saiba mais Companhia Urbana de Dança | Sonia Destri Lie | Curso Intensivo 05/03 a 12/03 Arte e Conhecimento Primeiro Curso intensivo para profissional, semiprofissional, professores e estudantes de dança.    Explorando os extratos do potente e criativo trabalho da coreógrafa, dancing designer e diretora Sonia Destri e os dançarinos da Companhia Urbana de Dança, principalmente de 5 passos Pra Não Cair no Abismo e O agora é Passageiro. Dirigido pelos assistentes, protagonistas e brilhantes dançarinos: Miguel Fernandez, Feijão, Tiago Sousa, Johnny Britto, Jessica Nascimento, Julio Rocha, Rafael Balbino. O curso é uma oportunidade para explorar de perto os princípios fundamentais do estilo coreográfico exclusivo da Companhia Urbana de Dança, utilizando a habilidade, virtuosismo, delicadeza, potência e a ferocidade pelo qual é reconhecida. Sonia Destri Lie, Diretora e Coreógrafa, se junta ao elenco no quinto dia, para trabalhar com os alunos e desenvolver os pequenos estratos do que se aprendeu, mergulhou, pensou, dançou... falando sobre os aprendizados com conversas, respostas, perguntas e montagem, em conjunto, formando pequenos fragmentos coreográficos baseados na semana do curso. Esses estratos são compostos pela coreografia pungente e pulsante do último trabalho da Companhia” 5 Passos Para Não Cair no Abismo” e do estranhamento de “ O Agora é Passageiro”. O curso encerra o ciclo com uma breve discussão sobre a vida e o trabalho da Companhia.     PERFIL:  Este intensivo está aberto a um máximo de 30 dançarinos por turma.  São eles profissionais, professores e estudantes de dança, em cursos que procuram enriquecer suas práticas e treinamento. Nós deliberadamente mantemos o número de nossos Intensivos baixos para garantir a atenção individual ao mergulhar no estilo de trabalho da Companhia Urbana de Dança.    Obs.: Após pagamento e reserva, não devolveremos o dinheiro, caso não possa comparecer.            Mínimo de 10 pessoas em cada turma para que o curso ocorra.   COMPANHIA URBANA DE DANÇA | SONIA DESTRI LIE 7 DIAS DE CURSO INTENSIVO INSCRIÇÃO: cursos.cidadedasartes@gmail.com ou 3325.0448 VALOR DO CURSO: R$ 30,00 por aluno/ por turma   LOCAL: Sala de Dança   [+] saiba mais Como a internet funciona e o que esperar dela | Cultura da Conectividade 10/03   Maurício Santos desenvolve softwares há mais de 14 anos. Empreendedor, liderou equipes em projetos para as Forças Armadas, Governo do Estado do RJ e multinacionais. Fundador da empresa de desenvolvimento de soluções digitais Vértice Digital e coordenador de TI do Canal Curta!. Ministrou treinamentos e workshops sobre desenvolvimento de software e aprendizagem emergente no Brasil e na Espanha.    Palestrante: Maurício Santos   PROGRAMAÇÃO GRATUITA.  [+] saiba mais Quinteto Lorenzo Fernandez 10/03 Música Quinteto Lorenzo Fernandez Fruto do encontro entre talentosos músicos, atuantes no cenário da música de concerto da cidade do Rio de Janeiro, o grupo que nasceu como resultado do trabalho desenvolvido no Quinteto Experimental de Sopros da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), sob orientação do Prof. Aloysio Fagerlande, nos anos de 2009 e 2010 é o retrato da nova geração da música de concerto brasileira. Sempre com humor e virtuosismo, o grupo formado em 2011 tem como principal missão apresentar música contemporânea para quinteto de sopros, de jovens compositores e dos grandes mestres nacionais e internacionais, celebrando assim, carioquices de todos os tempos, dos mais jovens, como Azael Neto e Rodrigo Marconi, que compuseram peças especialmente para o grupo, à tradição de Lorenzo Fernandez, patrono do quinteto. Com Rômulo Barbosa (flauta); Juliana Bravim (oboé); Cesar Bonan (clarineta); Alessandro Jeremias (trompa) e Jeferson Souza (fagote), o quinteto de sopros já acumula prêmios importantes, como o Festival de Música Rádios MEC e Nacional (2016), como "Melhor Intérprete Música Instrumental", com a música Maxixando na Pracinha, de Isaías Ferreira; Grupo Revelação Rádio MEC FM Sala de Concerto de Gala (2013), em homenagem aos 30 anos da Rádio MEC-FM e também em comemoração aos 90 anos do Rádio no Brasil; segundo lugar no II Concurso de Música de Câmara do V Furnas Geração Musical e 50° Festival Villa-Lobos, ambos em 2012, além de ser, entre 2014 e 2015, Grupo Residente da Academia Brasileira de Música. No currículo, além dos prêmios, um CD já lançado intitulado “Música Carioca de Concerto – Quintetos de Sopros”, que reúne obras de compositores do circuito erudito da cidade, como Ricardo Tacuchian, Thiago Sias, Rudi Garrido, Azael Neto, Rodrigo Marconi e Sergio Roberto de Oliveira, que também assinou a produção do disco – e, outro em andamento, o grupo participou dos mais importantes e diversos eventos do cenário da música erudita, como: II e III Festivais Brasil-Alemanha da UFRJ, UNI-RIO e Escola Superior de Música de Karlsruhe, Alemanha, Série Talentos UFRJ Homenagem ao compositor Raphael Batista, 48º Festival Villa-Lobos, Seminário “A atualidade da obra de Auguste-Maria Glaziou”, I e II Festival Internacional de Instrumentos de Sopro da série “Música no Museu”, Congressos do Instituto Nacional de Tecnologia, e ainda realização de concertos na Sala Baden Powell, no Salão Leopoldo Miguez, Museu Nacional da Quinta da Boa Vista, Museu Villa-Lobos, Sala Villa-Lobos da UNI-RIO, foyer da EM-UFRJ, Auditório do Roxinho, Salão Azul e tendas no Campus da UFRJ, na Ilha do Fundão. O leque de apresentações do Quinteto também inclui locais pouco comuns, como a Estação Araribóia, Barcas, em Niterói e, os jardins do Museu da República, no bairro do Catete, Zona Sul, do Rio; atingindo assim dos mais diversos públicos, tanto os habitués de salas de concerto, como pessoas que de outra maneira, não nos encontrariam.     Programação: Piccolo Divertimento (Amaral Vieira) Quintette en Ut (Claude Arrieu) Serenata a Cinco (Edino Krieger) Súite para quinteto de sopros (Oscar Lorenzo Fernandez) Que valsa é essa? (Isaías Ferreira) Viola Fora de Moda (Edu Lobo e Capinam/Arr. Isaías Ferreira) Doce de Coco (Jacob do Bandolim/Arr. Mestre Duda) Valsa de uma cidade/Conversa de Botequim (Noel Rosa/Arr. Isaías Ferreira) [+] saiba mais Aula de Culinária | Prato do dia - Petit Gâteau 06/03 Petit Gâteau (do francês pequeno bolo, plural: petits gâteaux; pronuncia-se peti gatô), é uma sobremesa composta de um pequeno bolo de chocolate com casca crocante e recheio cremoso servido geralmente acompanhado de sorvete. Achou interessante? Então venha aprender com a confeiteira, Glaucia Medeiros que ensinará o passo a passo na preparação dessa sobremesa deliciosa. Não perca! Glaucia, é confeiteira e em janeiro, ensinou a criançada, em nossa programação especial de férias, a preparar biscoitos amanteigados. Foi super bacana!      PROGRAMAÇÃO GRATUITA.  [+] saiba mais Espaço Lego | Para Toda Família 02/03 a 04/03 Projetos CDA CIDADE DAS ARTES RECEBE ESPAÇO DE CONSTRUÇÃO LEGO NO FINAL DE SEMANA A Cidade das Artes promove, de 2 a 4 de março, na Sala de Leitura, o Espaço de Construção Lego, desenhado especialmente para incentivar a brincadeira entre pais e filhos. Para participar, basta aguardar a ordem de chegada. As crianças poderão optar por fazer mais de uma atividade durante 20 minutos e as menores de quatro anos deverão estar acompanhadas por um responsável maior de 18 anos.   Serão quatro espaços segmentados, tendo em vista tanto a faixa etária da criança quanto as atrações envolvidas. O Espaço Lego Duplo contará com peças especialmente desenvolvidas para crianças com idade a partir de 18 meses; e o Espaço Construção, com as famosas peças Lego System, perfeitas para inspirar os construtores do amanhã, será voltado para os acima de 4 anos. Já os espaços Games e o TV são abertos a todas as idades.   SERVIÇO: Data: 2 a 4 de março de 2018 Local: Sala de Leitura da Cidade das Artes Endereço: Av. das Américas, 5300 - Barra da Tijuca, Rio de Janeiro - RJ Horário: sexta-feira, 02/03, de 10h às 18h. Sábado e domingo, 03 e 04/03 de 12h às 18h   ENTRADA GRATUITA. [+] saiba mais Curso Básico de Mídias Sociais | Cultura da Conectividade 03/03   Em parceria com o Festival RioWeb, recebemos Mayra Vaz, historiadora formada pela UFF, mestre em história, política e bens culturais pela FGV para falar sobre como gerar engajamento nas redes sociais. Mayra, atua como agente de mídias sociais e consultora de diversas marcas e serviços desde 2009, incluindo a marca Algodão Com Poá.  Vamos aprender juntos, qual a melhor forma de impulsionar o seu produto usando o Facebook, Instagram, Pinterest e WhatsApp.   Palestrante: Mayra Vaz   PROGRAMAÇÃO GRATUITA.    *Evento sem necessidade de inscrição prévia, participe conosco! [+] saiba mais Primavera Chinesa - Dança e Acrobacias 25/02 Festival Pela primeira vez no Brasil, grupo da província de Guizhou faz única apresentação dia 25 de fevereiro (DOMINGO), das 18h às 20h, na CIDADE DAS ARTES, dentro da programação de encerramento do Ano Novo Chinês 2018 e da Semana da Cultura Chinesa no Rio.   A programação é organizada pelo Consulado-Geral da República Popular da China no Rio de Janeiro e Associações Culturais chinesas no Estado, com o apoio da Fundação Cidade das Artes e da Secretaria de Cultura da Prefeitura do Rio de Janeiro   A dança e arte chinesa são milenares. Artistas chineses são à base de números famosos, nas mais importantes companhias de circo e teatro do mundo. A cidade do Rio de Janeiro vai receber, em única apresentação, um espetáculo oriundo do Festival of Spring, um dos mais famosos na pátria chinesa, que ocorre na província de Guizhou – uma das mais importantes da China na área cultural, que reúne os melhores grupos étnicos da China e que atrai milhares de pessoas do país e do mundo. Um patrimônio mundial da China.   Uma das atrações especiais do evento, pela primeira vez no Brasil, haverá participação do Grupo de Dança e Acrobacias da Província de Guizhou. Região com maior concentração de etnias chinesas, 56. E palco de grandes festivais culturais da China – mais de mil por ano. É deste celeiro de artistas de Guiyang que a Cidade das Artes receberá este grupo, que mostrará várias performances de danças e acrobacias.     PROGRAMA Cultura da China, Primavera do Mundo   1 - Cerimônia de Abertura (Grupo Nacional Acrobático da China) 2 - Balé “Luz da Lua” (Gao Xuefeng, Li Chenchangqing) 3 - Habilidades com a bola “Dançarino Apaixonado” (Cao Kai) 4 - Ioiô chinês “Meninas Bonitas” (Zheng Xiangqian, Xia Wensi, Xu Ge, Wang Chan, Gao Shan, Li Xinyin, Li Jiahui, Li Jinyue, Li Huitong, Guo Yajie) 5 - Espetáculo mágico “Flores Espalhadas pela Fada” (Shen Juan) 6 - Contorcionistas “Amor com Obsessão” (Yuan Fei, Han Ying) 7 - Apresentação com Tambor (Zhang Yangsheng) 8 - Apresentação com bicicletas “Vermelho Chinês” (Zheng Xiangqian, Xia Wensi, Xu Ge, Wang Chan, Gao Shan, Li Xinyi, Li Jiahui, Li Jinyue, Li Huitong, Guo Yajie) 9 - Palhaço lançador de facas “Faca Voadora” (Wang Yang, Ren Junjie) 10 - Apresentação com tridentes e cordas (Guiherme Sampaio Dias) 11 - Música solo “Minha Pátria”, “Canção da Nova Era” (Wu Chunyan) 12 - Contorcionista “Raposa” (Yang Qing) 13 - Equilibristas de tigelas (Wang Yang, Gao Xuefeng, Ren Junjie, Yuan Fei, Yue Shiqi, Gu Jianchen, Guan Peng, Yu Kai, Chen Yale, Liang Weiwei, Xie Zixi, Zhao Liwen, Li Chenchangqing) 14 - Cerimônia de Encerramento (Grupo Nacional Acrobático da China)           Local: Cidade das Artes – Avenida das Américas, 5300 – Barra da Tijuca – Rio de Janeiro/RJ   Redes Sociais:  ANO NOVO CHINA RIO Facebook / Twitter / Instagram E-mail:  anochinarj@gmail.com         [+] saiba mais Semana da Cultura Chinesa - Ano Novo Chinês 15/02 a 17/02 Festival Com programação organizada pelo Consulado-Geral da República Popular da China no Rio de Janeiro e Associações Culturais Chinesas no estado, com o apoio da Fundação Cidade das Artes e da Secretaria Municipal de Cultura da Prefeitura do Rio de Janeiro   Um grupo formado por 20 artistas de Guiyang, da província de Guizhou, no sudoeste da China, participará do evento com apresentações especiais inéditas no Brasil.   Em 2018, a cidade do Rio de Janeiro será palco da segunda edição de comemoração do Ano Novo Chinês (Ano do Cachorro) e da Semana da Cultura Chinesa no Rio. Após 2017 focar o centro (Lapa), a edição de 2018 será realizada logo após o Carnaval, dias 15 e 16  (16h às 22h), 17 (12h às 22h) e 25 de fevereiro (das 18h às 20h), na Cidade das Artes, na Barra da Tijuca. E como atração especial do evento, pela primeira vez no Brasil, haverá participação do Grupo Artístico Cultural de Guiyang, da província de Guizhou. Região com maior concentração de etnias chinesas, cerca de 48. E palco de grandes festivais culturais da China – mais de mil por ano. É este celeiro de artistas de Guiyang que a Cidade das Artes receberá este grupo, que mostrará pela primeira vez no Brasil a “Dança artística com tambores de madeiras”, considerada como um Patrimônio Cultural da China.      Guizhou Localizado no sudoeste da China, esta província é adjacente a Sichuan e Chongqing ao norte, Yunnan ao oeste, Guangxi ao sul e Hunan a leste. É um lugar pitoresco com abundantes locais cênicos naturais e culturais. Muitas minorias étnicas chinesas vivem nesta terra há séculos. Os visitantes dessa área não só podem apreciar várias atrações, mas também descobrir os costumes e culturas populares ricas e distintas dos diferentes grupos étnicos. Esta província é o lar de 48 grupos étnicos da China – segunda com maior concentração, após a província de Yunnan. Cada grupo étnico desenvolveu seus próprios costumes e culturas únicas, com hábitos de vida simples e originais, em moradias com estilos arquitetônicos exclusivos e vestimenta em trajes exóticos e coloridos. Mais de 1.000 festivais são celebrados por grupos étnicos a cada ano em Guizhou. Os festivais mais famosos incluemSanyuesan Festival e Sister's Meal Festival na primavera, Liuyueliu Festival no verão e Shui New Year Festival no outono.   A programação é organizada pelo Consulado-Geral da República Popular da China no Rio de Janeiro e Associações Culturais chinesas no estado, com o apoio da Fundação Cidade das Artes e da Secretaria Municipal de Cultura da Prefeitura do Rio de Janeiro   Dois grupos da China, formados por 40 artistas, de Guiyang, da província de Guizhou, no sudoeste da China, participarão do evento com apresentações especiais inéditas no Brasil   Em 2018, a cidade do Rio de Janeiro será palco da segunda edição de comemoração do Ano Novo Chinês (Ano do Cachorro) e da Semana da Cultura Chinesa no Rio. Após 2017 focar o centro (Lapa), a edição de 2018 será realizada logo após o Carnaval, dias 15 e 16 (16h às 22h), 17 (12h às 22h) e 25 de fevereiro (das 18h às 20h), na Cidade das Artes, na Barra da Tijuca.   E como atração especial do evento, pela primeira vez no Brasil, dois grupos da China desembarcarão no Rio, Grupos Artísticos Culturaias de Guiyang, da província de Guizhou. Região com maior concentração de etnias chinesas, cerca de 48. E palco de grandes festivais culturais da China – mais de mil por ano.   Dias 15/02 (Grande Sala) e 16/02 (palco Jardins), o evento recebe o grupo de dança e performances. E dia 25/02 será a vez do grupo de dança e acrobacias (ver programa abaixo).   Além dos grupos vindos da China, o festival terá apresentações culturais da comunidade chinesa no Rio, como a dança do Dragão e Leão.   Ano novo chinês   Desde 2017, a data é comemorada na cidade do Rio de Janeiro pelo Consulado-Geral da República Popular da China no Rio de Janeiro e pelas Associações existentes no estado, em parceria inédita com a Secretária de Cultura da Prefeitura do Rio de Janeiro/Fundação Cidade das Artes.   O Ano-novo chinês é uma comemoração adotada por diversas nações do Oriente que seguem um calendário tradicional distinto do Ocidental, o Calendário chinês. As diferenças entre os dois calendários fazem que a data de início de cada ano novo chinês caia a cada ano em uma data diferente do calendário ocidental. Os chineses relacionam cada novo ano a um dos doze animais que teriam atendido ao chamado de Buda para uma reunião. Apenas doze se apresentaram. Buda em agradecimento os transformou nos signos da Astrologia chinesa. Os doze animais do Horóscopo chinês a que correspondem os anos chineses são celebrados de acordo com a ordem que teriam se apresentado a Buda na lenda: rato, búfalo/boi, tigre, coelho, dragão, cobra, cavalo, cabra, macaco, galo, cão (cachorro) e o porco.   Ano do Cão (cachorro)   O Cão (戌) é um dos animais do ciclo de 12 anos que aparece no Zodíaco da Astrologia chinesa e no Calendário chinês.   Atributos Leal, confiável, compassivo, protetor e sempre pronto para ajudar. Fortemente defensivo no que diz respeito à família e amigos, não se segura quando vê pessoas sendo difamadas; mas, por vezes, a recusa em ouvir avisos quanto ao comportamento de crianças ou outros entes amados, pode levar a sérios problemas domésticos. Está sempre pronto a ouvir as queixas alheias e tem sempre um ombro pronto para que chorem nele. Suas raras demonstrações de ira são quase sempre justificadas, mas erros são rapidamente esquecidos e ressentimentos só são mantidos contra aqueles fora do círculo íntimo da família e dos amigos.     ANO NOVO CHINÊS 2018 E SEMANA DA CULTURA CHINESA NO RIO   Data: fevereiro de 2018 - dias 15 e 16 (das 16h às 22h), 17 (12H às 22h) e 25 (das 18h às 20h).   Local: Cidade das Artes – Avenida das Américas, 5300 – Barra da Tijuca – Rio de Janeiro/RJ   Redes Sociais:  ANO NOVO CHINA RIO (Facebook, twitter e Instagram)   POR DENTRO DA PROGRAMAÇÃO - DIAS E HORÁRIOS (Quinta) 15/02 e (sexta) 16/02 (16h às 22h); (SÁBADO) 17/02 (12h às 22h) e (DOMINGO) 25/02 (18h às 20h).   Dia 15/02 o evento funcionará em dois ambientes: 1 - Palco e estrutura nos jardins da Cidade das Artes - Entrada gratuita! 2 - Grande Sala – Entrada paga!   Dias 16/02 e 17/02 o evento só funcionará como festival, nos jardins, com palco e barracas. Não haverá apresentação na Grande Sala.   Dia 25/02 o evento só terá uma única apresentação na Grande Sala (paga). Não haverá festival com barracas e shows no palco dos jardins.   ENTENDA O FESTIVAL - ENTRADA GRATUITA Festival com barracas e apresentações culturais (MONTADO NOS JARDINS). Barracas: gastronomia, artesanato, bebidas, massagem, moda, presentes, brindes, etc. Palco: dança, música, artes, vídeos, desfiles, shows, etc. Obs: as apresentações artísticas serão feitas durante todo o horário do festival, com intervalos de uma hora. ATENÇÃO: dia 16/02, às 19h, haverá apresentação ESPECIAL no palco do festival (montado nos jardins), com entrada gratuita, do grupo artístico vindo da China. Apresentações na Grande Sala. Entrada paga. Dois grupos vindos da China! Um de dança e performances (dia 15/02) e outro de dança e acrobacias (dia 25/02) Quinta 15/02 | Grande Sala | 19h às 20h30  Domingo 25/02 | Grande Sala | 18h às 20h     1 - Grupo de dança e acrobacias A dança e arte chinesa são milenares. Artistas chineses são à base de muitos números famosos nas mais importantes companhias de circo e teatros no mundo. E a cidade do Rio de Janeiro vai receber numa apresentação única o espetáculo oriundo do “Festival of Spring”, um dos mais famosos da China, que ocorre na província de Guizhou – uma das mais importantes da China na área cultural.   E como uma das atrações especiais do evento, pela primeira vez no Brasil, haverá participação do Grupo de Dança e Acrobacias da Província de província de Guizhou (formado por 20 artistas). Região com maior concentração de etnias chinesas, cerca de 48. E palco de grandes festivais culturais da China – mais de mil por ano. Dentre eles, o famoso “Festival of Spring”, que reúne os melhores grupos étnicos da China e que traia milhares de pessoas da China e do mundo. Um patrimônio mundial da China.   É deste celeiro de artistas de Guiyang que a Cidade das Artes receberá este grupo, que mostrará, pela primeira vez no Brasil, várias performances de danças e acrobacias (ver abaixo roteiro do espetáculo). Um dos destaques é a performance “Festival de Luzes”, um símbolo da cultura étnica de Yi, que representa uma das tradições mais importantes pelo fato de ser uma cultura histórica e popular. É reconhecida na China e no exterior como o “Carnaval Oriental”.   Programação do Festival de Primavera – 2018   1) “Festival Feliz” – Performance misto O Festival de Luzes é um símbolo da cultura étnica de Yi e é uma das tradições mais importantes pelo fato de ser uma cultura histórica e popular, tanto que é conhecida no país e no exterior como o “Carnaval Oriental”. 2) “Canto das folhas” - Performance acústico  O assobio das folhas é muito praticado pelos jovens do grupo étnico Miao e é considerado como uma forma de transmitir amor e carinho mútuo. 3) “Tingir o céu de vermelho” - Performance feminina  Por meio da dança cultural étnica originária da província de Guizhou podemos perceber a grandeza da passagem da puberdade de uma bela menina para a maternidade.  4) “Dança do sino” - Performance masculino  É uma espécie de dança realizada pelos guerreiros do grupo étnico Yi, da província de Guizhou, para representar as técnicas praticadas nos rituais de sacrifício.  5) “Dança ” - Show interativo Convida todos os presentes a participar de uma dança sob estilo da cultura minoritária étnica de Guizhou e a experiência de tocar o famoso instrumento de sopro da região. 6) “Dança artística com tambores de madeiras” – Dança e performance acústico  Performance inspirado na cultura étnica da província de Guizhou, a qual a ação de dançar ao som da batida do tambor é uma atividade de adoração à natureza e aos seus antepassados. É considerado como um patrimônio cultural da China. 7) “Mulheres de Miao com joias de prata” – Performance feminina Os bordados feitos pelas mulheres do grupo étnico Miao é considerado na China como um dos tesouros nacionais. Durante as comemorações do festival da Primavera na província de Guizhou, as mulheres desfilam com grandiosos vestidos tradicionais e junto a elas, os ornamentos feitos de prata originados da região do povo Miao.  8) “Canto de Brinde” – Dueto de dança Na grande festa da recepção de boas-vindas, em Guizhou, a cerimônia mais esperada pelo povo Miao é o momento em que todos os presentes fazem o brinde em conjunto. No ato da celebração é utilizado um chifre de boi para transformá-lo em uma taça de vinho para brindar todos os convidados e desejando-os paz e felicidade para todo o sempre.  9) Desfile das vestimentas do grupo étnico de Guizhou   2 - Grupo de dança e performances  Com duas apresentações, com 20 artistas, grupo de dança e performance de Guiyang mostrará pela primeira vez no Brasil a “Dança artística com tambores de madeiras”, considerada como um Patrimônio Cultural da China.   Espetáculo do Grupo Artístico Cultural de Guiyang   O espetáculo é dividido em oito partes, com a seguinte divisão: 1)“Dança artística com tambores de madeiras” – Dança e performance acústico Performance inspirado na cultura étnica da província de Guizhou, a qual a ação de dançar ao som da batida do tambor é uma atividade de adoração à natureza e aos seus antepassados. É considerado como um patrimônio cultural da China. (Dança) 2) “Canto das folhas” - Performance acústico O assobio das folhas é muito praticado pelos jovens do grupo étnico Miao e é considerado como uma forma de transmitir amor e carinho mútuo. (Instrumentos musicais) 3) “Tingir o céu de vermelho” - Performance feminina Por meio da dança cultural étnica originária da província de Guizhou podemos perceber a grandeza da passagem da puberdade de uma bela menina para a maternidade. (Dança) 4) “Dança do sino” - Performance masculino É uma espécie de dança realizada pelos guerreiros do grupo étnico Yi da província de Guizhou para representar as técnicas praticadas nos rituais de sacrifício. (Dança) 5) “Você é como uma flor” – Canção em dueto A canção de amor cantada pelos jovens do grupo étnico Miao é considerada uma forma de intensificar os sentimentos de amor, carinho e parceria entre eles, favorecendo o entendimento mútuo, a reunião e a conversação. (Canção) 6) “Dança nacional” - Show interativo Convida todos os presentes a participar de uma dança sob estilo da cultura minoritária étnica de Guizhou e a experiência de tocar o famoso instrumento de sopro da região. (Dança) 7) “Mulheres prateadas de Miao” – Performance feminina Os bordados feitos pelas mulheres do grupo étnico Miao é considerado na China como um dos tesouros nacionais. Durante as comemorações do festival da Primavera na província de Guizhou, as mulheres desfilam com grandiosos vestidos tradicionais e junto a elas, os ornamentos feitos de prata originados da região do povo Miao. (Dança) 8) “Brinde” – Dueto de dança Na grande festa da recepção de boas-vindas, em Guizhou, a cerimônia mais esperada pelo povo Miao é o momento em que todos os presentes fazem o brinde em conjunto. No ato da celebração é utilizado um chifre de boi para transformá-lo em uma taça de vinho para brindar todos os convidados e desejando-os paz e felicidade para todo o sempre. (Dança)   Guizhou   Localizado no sudoeste da China, esta província é adjacente a Sichuan e Chongqing ao norte, Yunnan ao oeste, Guangxi ao sul e Hunan a leste. É um lugar pitoresco com abundantes locais cênicos naturais e culturais. Muitas minorias étnicas chinesas vivem nesta terra há séculos. Os visitantes dessa área não só podem apreciar várias atrações, mas também descobrir os costumes e culturas populares ricas e distintas dos diferentes grupos étnicos.   Esta província é o lar de 48 grupos étnicos da China – segunda com maior concentração, após a província de Yunnan. Cada grupo étnico desenvolveu seus próprios costumes e culturas únicas, com hábitos de vida simples e originais, em moradias com estilos arquitetônicos exclusivos e vestimenta em trajes exóticos e coloridos. Mais de 1.000 festivais são celebrados por grupos étnicos a cada ano em Guizhou. Os festivais mais famosos incluem Sanyuesan Festival e Sister's Meal Festival na primavera, Liuyueliu Festival no verão e Shui New Year Festival no outono.     [+] saiba mais Marc Kraus | Genesis – Trabalho em Progresso 15/12 a 04/02 Artes Visuais Marc Criada pelo artista brasileiro Marc Kraus, a exposição Genesis​ faz parte da Digital Provocateur/The Wrong | Bienal Internacional de Arte Digital, aberta de Sex a Dom das 14h às 22h. Genesis é uma instalação multimídia, onde o artista buscou criar um ambiente artificial, criando um "Paraíso Perdido” a partir das percepções e ideias gerados durante o processo, onde o público foi convidado a participar efetivo na construção e elaboração do trabalho.    ​"​A partir do Genesis histórico-religioso-cientifico, busco recriar os passos do ”Criador” usando da metáfora dos 7 dias da criação do universo, e construíndo a partir do nada uma instalação de arte em 7 sábados.​" Marc Kraus​    Marc Kraus já expôs em diversas mostras, veja algumas: “Rio Acido” e “Rio Vermelho” 2013, video instalação - expo coletiva Em Obras, curadoria Franz Manata “Artrópodes”  2014, acrílica sobre carpete e luz negra -  expo coletiva Curto Circuito “Noturnos” 2014, site expecific, luz negra, tinta acrílica sobre tela – expo individual Galeria Café “Dia de folga” 2014, “Naner” 2014 video instalação - Mostras Meios Multiplos EAV Parque Lage ”Souvenir” 2015 e “Souvenir Ciranda” 2015, video instalação - Mostra de videoarte Castelinho do Flamengo - curadoria Analu Cunha “Narciso” 2015, instalação (laser e globo de espelhos) - Expo Emergências Solas dos Abacaxis, curadoria Bernardo Mosquera “Gira Laser” - 2016/17, instalação (laser, espelhos e cristais) - artista residente no Solar dos Abacaxis, curadoria Bernardo Mosquera e Ulisses Carrilho “Gira Laser” - 2017, instalação (laser, espelhos e cristais) - Clube Jacarandá - Cidade das Artes, RJ  Através da aplicação de uma linguagem poética e muitas vezes metafórica, apresento situações e ficções em vídeos, fotografias, pinturas, performance, instalações ou qualquer outro suporte, onde são percebidas categoriassutilmente invertidas e modificadas, onde diferentes funções e/ou contextos precisam ser criados ou transformados. Ao explorar o conceito de cor, luz e forma de maneira nostálgica, investiga    a dinâmica proposta e sua influencia na emoção do expectador, incluindo o resultante da manipulação de seus efeitos e os limites do espetáculo com base em nossas suposições sobre o que significa para nós natural ou cotidiano. Ao invés de apresentar uma realidade factual, uma ilusão é fabricada para evocar os reinos de nossa imaginação criando situações lisérgicas, magicas e muitas vezes hipnotizantes e meditativas. Uso um vocabulário visual que incorpora luz, cor, bem como sua ação no espaço - num universo ficcional e experiencial que emerge pouco a pouco aos olhos do espectador. Algumas vezes aparecem como imagens oníricas em que ficção e realidade se encontram e se fundem, significados mudam, algo se transforma, mostrando como a vida se estende para além de seus próprios limites subjetivos. CRian O artista busca uma ligação entre a realidade e o imaginado, concentrando em questões concretas ou não, que determinam a experiência perante a obra. Criando situações em que imagens são alteradas ou separadas de sua função natural, com a intenção direta de transbordamento, transformação e encantamento. Ao demonstrar o persistente e onipresente uso da luz, cor e forma em meu trabalho, busco amplificar o espanto do espectador, criando composições ou configurações que geram imagens poéticas, e que deixam vestígios e contrapesos na beira do reconhecimento da situação proposta, seja ela natural ou não.​ Marc Kraus já expôs em diversas mostras, veja algumas: “Rio Acido” e “Rio Vermelho” 2013, video instalação - expo coletiva Em Obras, curadoria Franz Manata “Artrópodes”  2014, acrílica sobre carpete e luz negra -  expo coletiva Curto Circuito “Noturnos” 2014, site expecific, luz negra, tinta acrílica sobre tela – expo individual Galeria Café “Dia de folga” 2014, “Naner” 2014 video instalação - Mostras Meios Multiplos EAV Parque Lage ”Souvenir” 2015 e “Souvenir Ciranda” 2015, video instalação - Mostra de videoarte Castelinho do Flamengo - curadoria Analu Cunha “Narciso” 2015, instalação (laser e globo de espelhos) - Expo Emergências Solas dos Abacaxis, curadoria Bernardo Mosquera “Gira Laser” - 2016/17, instalação (laser, espelhos e cristais) - artista residente no Solar dos Abacaxis, curadoria Bernardo Mosquera e Ulisses Carrilho “Gira Laser” - 2017, instalação (laser, espelhos e cristais) - Clube Jacarandá - Cidade das Artes, RJ  Através da aplicação de uma linguagem poética e muitas vezes metafórica, apresento situações e ficções em vídeos, fotografias, pinturas, performance, instalações ou qualquer outro suporte, onde são percebidas categoriassutilmente invertidas e modificadas, onde diferentes funções e/ou contextos precisam ser criados ou transformados. Ao explorar o conceito de cor, luz e forma de maneira nostálgica, investiga    a dinâmica proposta e sua influencia na emoção do expectador, incluindo o resultante da manipulação de seus efeitos e os limites do espetáculo com base em nossas suposições sobre o que significa para nós natural ou cotidiano. Ao invés de apresentar uma realidade factual, uma ilusão é fabricada para evocar os reinos de nossa imaginação criando situações lisérgicas, magicas e muitas vezes hipnotizantes e meditativas. Uso um vocabulário visual que incorpora luz, cor, bem como sua ação no espaço - num universo ficcional e experiencial que emerge pouco a pouco aos olhos do espectador. Algumas vezes aparecem como imagens oníricas em que ficção e realidade se encontram e se fundem, significados mudam, algo se transforma, mostrando como a vida se estende para além de seus próprios limites subjetivos. CRian O artista busca uma ligação entre a realidade e o imaginado, concentrando em questões concretas ou não, que determinam a experiência perante a obra. Criando situações em que imagens são alteradas ou separadas de sua função natural, com a intenção direta de transbordamento, transformação e encantamento.  Ao demonstrar o persistente e onipresente uso da luz, cor e forma em meu trabalho, busco amplificar o espanto do espectador, criando composições ou configurações que geram imagens poéticas, e que deixam vestígios e contrapesos na beira do reconhecimento da situação proposta, seja ela natural ou não.   [+] saiba mais Falando Frangamente 13/01 a 04/02 Teatro FALANDO FRANGAMENTE De Aloisio de Abreu   FALANDO FRANGAMENTE é um espetáculo solo de Aloisio de Abreu, onde o ator/autor serve “de bandeja” várias pequenas cenas e faz uma espécie de ato variado com sabores diversos. Uma espécie de buffet de humor quilo. O formato é dinâmico: o ator, como uma espécie de “garçom cênico”, sugere os “pratos” – na verdade, os assuntos que serão desenvolvidos na cena – e o público vai escolhendo: tem Sexo, Língua Portuguesa, Televisão, Cirurgia Plástica, Dança, entre outros acepipes cênicos e piadas gourmet. Em FALANDO FRANGAMENTE tudo é muito informal, irreverente e em clima de bate-papo em casa com amigos. O cenário é um quadro negro como um menu de restaurante e o figurino é básico. No elenco, Aloisio de Abreu, que também assina o “menu” de textos. Em cena, junto com o ator, está o DJ LC Ambient, que, com seu som dançante e contemporâneo, dá um sabor a mais à cena com vinhetas divertidas e música non stop. Abreu e LC interagem quase que o tempo todo. FALANDO FRANGAMENTE é teatro, é performance, é festa, show, drama e celebração.    Ficha Técnica: Concepção, textos e músicas - Aloisio de Abreu Participação Especial - LC Ambient Cenário - Beli Araújo Figurino - Allinges Tibau Direção Musical - André Poyart Dinâmica Corporal - Nadia Nardini e Tony Nardini Design Gráfico - Fernando Gonçalves e Bruno Lamas Produção - Joana Motta Direção - Ricardo Kosovski     [+] saiba mais Digital Provocateur/The Wrong | Bienal Internacional de Arte Digital 06/01 a 04/02 Artes Visuais Digital Provocateurs/The Wrong | Bienal Internacional de Arte Digital  A Bienal Internacional de Arte Digital do Rio de Janeiro / THE WRONG | NEW DIGITAL ART BIENNIALE tem a missão de criar, promover e impulsionar arte contemporânea que se utiliza de meios digitais para um público mais amplo, reunindo artistas consagrados com novos talentos da cena artística internacional. A exposição DIGITAL PROVOCATEURS, traz obras de: Paulo Arraiano, Stine Deja, Marc Kraus, Oliver Pauk, Rebenok, Maurizio Vicerè, Arno Beck, Julio Lucio, Oskar Metsavath, Projeto Cavalo, Fernando Velazquez, Adriano Motta, Luiz Zanotello, Ewa Doroszenko and Jacke Doroszenko,da Alemanha, Brasil, Canadá, Dinamarca, Itália, Polônia, Portugal e Rússia.  As instalações digitais estarão espalhadas pelas áreas de circulação da Cidade das Artes.   http://digitalprovocateur.org/ https://www.instagram.com/digitalprovocateurs/ http://thewrong.org/filter/embassy/Digital-Provocateur http://thewrong.org/   A exposição é organizada pela Cidade das Artes, o Arte Clube Jacaranda LAB, com curadoria de Gabriela Maciel da TAL Art Projects e parceria da OM.Art.   PROGRAMAÇÃO GRATUITA. [+] saiba mais Grandes Músicos Para Pequenos | O Menino das Marchinhas – Braguinha para Crianças 03/02 e 04/02 Teatro ‘O Menino das Marchinhas – Braguinha para Crianças’ - Musical infantil abre o Carnaval na Barra da Tijuca Peça baseada na vida e obra de Braguinha encanta crianças de todas as idades e abre os festejos de Momo na Cidade das Artes. Espetáculo faz parte do premiado projeto ‘Grandes Músicos para Pequenos’, da Entre Entretenimento.   O musical infantil O Menino das Marchinhas – Braguinha para Crianças volta ao cartaz no próximo dia 03 de fevereiro para duas apresentações na Cidade das Artes, na Barra da Tijuca, abrindo a programação de Carnaval do bairro. O espetáculo faz parte do projeto ‘Grandes Músicos para Pequenos’, criado pela produtora Entre Entretenimento com o objetivo de levar para os palcos nomes importantes da cultura brasileira em montagens que mesclam biografia e canções do artista escolhido. Grandes sucessos como “Balancê”, “Cantores do Rádio”, “Pirulito que bate bate”, “Carinhoso”, “Chiquita Bacana”, “Pirata da Perna de Pau”, “Tem Gato na Tuba”, “Yes, nós temos bananas” transportam o público aos divertidos carnavais de rua da década de 20. O resultado é um programa que agrada a toda a família. “Durante a temporada anterior, era comum vermos avós e netos numa sessão e aquela mesma avó em outra sessão sem os netos, mas com as amigas”, conta o diretor do espetáculo Diego Morais. “Nossa ideia é criar espetáculos com conteúdos atraentes para as famílias, para aproximar as gerações”, destaca Pedro Henrique Lopes, autor do texto e ator do musical. A peça conta a história de Carlinhos, um garoto que ouvia música em todo lugar por onde passava. A avó dele, pianista clássica, sempre estimulava a musicalidade do menino, mas o pai era contra. Carlinhos se junta a alguns amigos de escola e começa a criar belas canções de Carnaval. Ao ouvir as músicas compostas pelo filho, Seu Jerônimo se enche de orgulho do menino que se tornou um grande músico. De forma engraçada e emocionante, O Menino das Marchinhas – Braguinha para Crianças trata de temas como o valor da família, da amizade e das relações humanas, a perseverança na busca por um sonho, a criatividade e a cooperação artística entre as crianças. O espetáculo estreou em outubro de 2016 e já foi assistido por mais de 20 mil pessoas. O espetáculo foi aclamado com indicações ao Prêmio CBTIJ de Teatro para Crianças 2016: melhor espetáculo, melhor texto original (Pedro Henrique Lopes), melhor direção (Diego Morais), melhor ator (Pedro Henrique Lopes), 2 indicações para atores em papel coadjuvante (Augusto Volcato e Rodrigo Morura), atriz em papel coadjuvante (Martina Blink), música adaptada, trilha sonora ou direção musical (Claudia Elizeu), coreografia (Victor Maia), direção de produção (Entre Entretenimento – venceu!) e ainda a menção especial a Diego Morais e Pedro Henrique Lopes, pelo projeto Grandes Músicos para Pequenos (venceram!). No Prêmio Zilka Salaberry 2016, o espetáculo foi indicado como Melhor Roteiro Original. Além disso, no Prêmio Botequim Cultural 2016 foi indicado como Melhor Espetáculo Infantojuvenil, Melhor Ator (Pedro Henrique Lopes) e Melhor Direção (Diego Morais).   Grandes Músicos para Pequenos   O Menino das Marchinhas – Braguinha para Crianças é o segundo espetáculo do projeto “Grandes Músicos para Pequenos”, criado com o intuito de apresentar a vida e a obra de importantes compositores para as novas gerações. A ideia é promover o resgate da cultura brasileira através de espetáculos que envolvam toda a família em experiências inesquecíveis. “A ideia é trazer o legado de uma cultura quase esquecida para as novas gerações, com um conteúdo atraente para as famílias”, descreve Pedro Henrique Lopes, ator e autor do musical, um dos sócios da Entre Entretenimento, produtora cultural responsável por projetos de sucesso como O Meu Sangue Ferve por Você e os infantis O Menino das Marchinhas – Braguinha para Crianças e Bituca – Milton Nascimento para Crianças. “Queremos criar experiências de entretenimento inesquecíveis e marcantes, onde o espectador participe de forma ativa”, explica o diretor do espetáculo, Diego Morais, sócio de Pedro na Entre Entretenimento. Mais sobre o espetáculo e o projeto em: www.grandesmusicosparapequenos.com.br   Entre Entretenimento A Entre é uma empresa de produção cultural e inovação em entretenimento fundada pelo diretor Diego Morais e pelo ator e dramaturgo Pedro Henrique Lopes. O objetivo da dupla é valorizar a cultura do nosso país através da criação e da viabilização de projetos inéditos e de alta qualidade artística que dialoguem com a história e as manifestações culturais do Brasil. Emoção, cultura, educação, história e momentos de extrema diversão estão na pauta dos projetos da empresa, assim como a criação de soluções culturais memoráveis para marcas, companhias e consumidores através de: comprometimento artístico-cultural; inovações em marketing; soluções transmidiáticas e envolvimento social. Saiba mais em www.entreentretenimento.com.br.     O Menino das Marchinhas – Braguinha para Crianças. Musical Infantil. De Pedro Henrique Lopes. Dir. Diego Morais. Dir. Musical Cláudia Elizeu. Com Pedro Henrique Lopes, Martina Blink, Augusto Volcato, Rodrigo Morura e Beto Vandesteen. Baseado em trechos reais da infância e juventude do compositor Braguinha (também conhecido como João de Barro), o espetáculo utiliza os grandes sucessos do compositor para, em forma de fábula, transportar os espectadores para a vida do músico e os divertidíssimos carnavais de rua do Rio de Janeiro de 1920. (53 min) Cidade das Artes. Sáb e Dom, às 17h. R$ 40 (inteira), R$ 20 (meia) Livre. 03 e 04/02.     Ficha técnica:   Direção: Diego Morais Direção Musical: Claudia Elizeu Roteiro original: Pedro Henrique Lopes Coreografias: Victor Maia Elenco: Pedro Henrique Lopes (Carlinhos), Martina Blink (Dona Isaura), Rodrigo Morura (Henrique), Augusto Volcato (Alvinho) e Beto Vandesteen (Sr. Jerônimo Braga) Cenário e figurinos: Clívia Cohen Iluminação: Pedro Mendonça Produção e realização: Entre Entretenimento [+] saiba mais