Fundação Cidade das Artes

Programação » Gaivotas | Teatro

Evento Encerrado

Gaivotas | Teatro



Sucesso de público, o espetáculo “Gaivotas” realiza a sua quarta temporada na sala Eletroacústica, na Cidade das Artes, entre os dias 1º e 10 de dezembro. O projeto, idealizado pela atriz e produtora Bibiana Rozenbaum e pelo diretor Fernando Philbert, traz as complexidades das relações humanas através de Nina, uma mulher que enfrenta a sociedade em busca de realização pessoal.

A peça é inspirada no texto “Nina ou da fragilidade das gaivotas empalhadas”, do autor Matéi Visniec, e homenageia os 125 anos da primeira encenação de “A Gaivota”, obra-prima do dramaturgo Anton Tchékhov.

A adaptação tem no elenco Bibiana Rozenbaum, Antonio Gonzalez e Sávio Moll, que vivem os personagens Nina, Boris e Konstantin em um reencontro para um acerto de contas depois de 15 anos. Mais maduros eles precisam lidar com as pontas soltas deixadas pelas escolhas que fizeram ao longo de suas vidas. Os personagens são como gaivotas empalhadas nas lembranças do passado, mas nada impede que, no universo de Visniec, eles possam ter uma nova chance.

Estamos realizando uma campanha de arrecadação de alimentos para a creche Rita Alexandrina Ferreira, localizada na comunidade Beira Rio, no Recreio.




Teatro

Informações Gerais

Datas

01/12/23 a 10/12/23

Horários

Sexta e Sábado | 20h
Domingo | 19h

Ingressos:
R$ 50,00 (inteira)
R$ 25,00 (meia-entrada)

O ingresso solidário, no valor de R$ 25,00, é destinado a pessoas que levarem 1 kg de alimento não-perecível. 
O ingresso social, no valor de R$20,00, é destinado à democratização de acesso à cultura.

Local

Cidade das Artes

Sala

Eletroacústica

Classificação Etária

14 Anos

Demais Eventos da Programação

Maquete de LEGO® do Rio de Janeiro I Exposição Permanente 08/03 a 31/12 Artes Visuais LEGO® doa ao Rio de Janeiro a maquete feita com 947 mil peças A maquete do Rio de Janeiro feita totalmente em LEGO foi construída para homenagear de forma criativa e inusitada a cidade-sede dos Jogos Olímpicos de 2016 e ficará exposta permanentemente na Cidade das Artes como legado cultural. A construção destaca os 25 importantes ícones da cidade como o Pão de Açúcar, o Cristo Redentor, os Arcos da Lapa, o Maracanã, entre outros. [+] saiba mais Daniel Lopes e Kwesny (KD O SHOW?!) | Stand-up e Improvisação 16/03 a 27/04 Outros Kwesny e Daniel Lopes são artistas/comediantes cariocas. Representando o subúrbio do Rio de Janeiro e a Baixada Fluminense. Fazem comédia desde 2012 com shows de stand up por todo o Rio de Janeiro e outros lugares do Brasil. Nesta trajetória de “viver da comédia” Eles acumularam muitas histórias e experiências que trazem ao palco pra descontrair e divertir a plateia contextualizando suas vivências, gerando identificação e certa dose de nostalgia. Kwesny já participou de diversos quadros em programas de TV. Faustão, Programa da Xuxa, Pânico na Band, The Noite com Danilo Gentili. E Daniel Lopes após ser finalista do concurso do Comédia em pé em 2012, se apresentou em diversos lugares do Rio de Janeiro e compôs times de peso em noites de comédia pelo Brasil. Foi do Elenco Fixo por 3 temporadas do tradicional espetáculo de humor “Terapia do Riso” e posteriormente ficou em seus shows de Stand Up. Com o surgimento da pandemia em 2020, todos os eventos e shows foram interrompidos, Kwesny e Daniel então decidiram postar vídeos de humor na internet pra entreter os expectadores durante este período difícil. Com temas sobre a vida do Brasileiro e comparações sobre “Raiz ou NUTELLA”, deste modo o trabalho deles foi reconhecido pelo público hoje em suas redes ultrapassam os 3 milhões de seguidores por todo o Brasil. Desde então Kwesny e Daniel Lopes vem postando cada vez mais conteúdo nas redes e lotando os teatros por onde passam, levando o material de suas vidas e criando coisas novas a cada apresentação. [+] saiba mais 3ª Bienal Black | Exposição e Palestra 28/03 a 30/04 Artes Visuais Ministério da Cultura, Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro, Secretaria Municipal de Cultura e Cidade das Artes, Grupo Carrefour e Instituto Black Brazil Art apresentam: 3ª Bienal Black (3BienalBlack): "Fluxos (in)Fluxo: Transitoriedade, Migração e Memória" Atração gratuita reúne artistas emergentes e propõe curadoria colaborativa com foco na visibilidade de mulheres negras na cena artística brasileira. Evento traz exposições em seis espaços da capital fluminense e programação virtual. A cidade do Rio de Janeiro se prepara para receber, em março, a 3ª edição da Bienal Black (3BienalBlack), evento que tem como objetivo dar visibilidade ao trabalho de artistas emergentes, principalmente mulheres. As exposições reúnem mais de 270 trabalhos de 225 artistas de todo o país e do exterior, divididos em seis espaços da cidade e programação virtual. Com entrada franca, as atividades vão até junho e incluem uma programação extensa, que pode ser conferida no site bienalblack.com.br. A Cidade das Artes recebe a exposição de 28 de março a 30 de abril, com visitação de segunda a domingo, das 10h às 18h, com o eixo intitulado Práticas Geradoras. Esta seleção de obras destaca práticas artísticas que geram novas possibilidades e perspectivas, promovendo a inovação e a experimentação.  O espaço sedia no dia 28 de março, quinta-feira, às 14h, o debate Artistas (em) Conversação com o tema Conexões e Interseções na Arte I, com a participação de Oscar Ambrosia (SP), Cris Marcos (SP) e convidados.  A 3BienalBlack tem organização e produção do Instituto Black Brazil Art e financiamento por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura (Lei Rouanet). O patrocínio é do Grupo Carrefour Brasil, com apoio da Prefeitura do Rio de Janeiro, Secretaria Municipal da Cultura, Centro Municipal de Artes Hélio Oiticica, Centro de Artes Calouste Gulbenkian, Teatro Municipal Gonzaguinha, Centro Coreográfico da Cidade do Rio de Janeiro, Museu da História e Cultura do Afro-brasileiro, Centro Cultural Correios, Cidade das Artes, Espaço Cultural Correios, Museu do Samba e Museu da Maré.  [+] saiba mais Bita e a imaginação que sumiu 06/04 a 28/04 Musical Um dos maiores canais do YouTube voltados para crianças no Brasil, com mais de 14 bilhões de visualizações, o Mundo Bita retoma a montagem teatral do musical “Bita e a Imaginação que Sumiu”. Lançado em 2017, a peça volta em cartaz com elenco original e turnê por todo o país. “É uma experiência enriquecedora usar múltiplas formas artísticas, como teatro de  bonecos, atores e audiovisual em um mesmo espetáculo, interagindo, ao vivo, com o nosso público”, diz o pernambucano João Henrique, um dos sócios da animação e autor da adaptação musical teatral dirigida por Alessandra Colasanti. [+] saiba mais A Inquilina | Teatro 06/04 a 28/04 Teatro Depois de temporada de sucesso em São Paulo e Rio de Janeiro, chega para temporada na Cidade das Artes em abril de 2024 “A Inquilina” texto de Jen Silverman | tradução de Diego Teza | direção de Fernando Philbert | com Luisa Thiré e Carolyna Aguiar A peça conta a história de Sharon, típica dona de casa da zona rural norte-americana - conservadora, solitária e sem perspectivas -, que aluga um quarto de sua casa para Robyn, uma novaiorquina cosmopolita, lésbica e vegana, à procura de sossego para recomeçar sua vida. O encontro entre as duas, e as revelações sobre o passado de Robyn, reviram a vida de ambas ao avesso. Na contramão do etarismo e outras visões limitantes impostas pela sociedade, o texto é um convite aos recomeços e às reinvenções que podemos fazer a qualquer tempo em nossas vidas. “A Inquilina” conta a história de duas mulheres acima dos 50 anos que querem dar uma virada na vida. A partir de um encontro, elas se espelham e se revelam. Tão diferentes e com vidas tão distintas (uma mora no interior, outra, na metrópole), têm em comum a solidão - com suas dores e delícias - desta nova fase da vida, já desobrigadas das demandas de filhos e casamento. A peça da premiada dramaturga, escritora e romancista norte-americana Jen Silverman, encenada pela primeira vez no Brasil, joga luz sobre a necessidade de se romper com formas ultrapassadas e limitadoras de viver e entender a vida, num mundo que supervaloriza um período curto e restrito - a juventude - como sendo o único em que é possível se expandir e brilhar. As fronteiras de todo tipo - geográficas, étnicas, etárias, culturais - vêm se diluindo neste mundo novo que aos poucos começa a entender que há lugar de afirmação para todos independentemente das características pessoais. O auge pode acontecer em qualquer idade. Onde há vida, há lugar para desejo e transformação - novas profissões, estudos, prazeres, amigos, sexo. Para Luisa Thiré e Carolyna Aguiar, ambas com 53 anos, no auge e com inúmeros projetos no radar, diminuir a marcha não é uma opção. Instigadas pela provocação da peça, se misturam às personagens e, ao falar de si mesmas e de Sharon e Robbin, falam de todas e todos nós. Mistério, humor, paixão e liberdade são ingredientes desta comédia dramática que fala da capacidade das mulheres 50+ (e de todos, a qualquer tempo) se reinventarem. SINOPSE Sharon (Luisa Thiré), 53 anos, dona de casa, divorciada, mãe de um filho distante, vive sozinha numa zona rural, sem perspectivas ou recursos para se manter. Decide, então, alugar um quarto de sua casa e dividir as despesas. Sua inquilina é Robyn (Carolyna Aguiar), 53 anos, cosmopolita, vegana, lésbica e igualmente mãe de uma filha que a evita. Robyn precisa de um lugar para se esconder de seu misterioso passado e tentar recomeçar. Tudo na inquilina desperta curiosidade avassaladora em Sharon que, quando começa a desvendar seus segredos, cria coragem para dar uma virada radical na sua vida. A ENCENAÇÃO “A encenação nasce na sala de ensaios junto com as atrizes e, assim, a dinâmica do que as personagens precisam para contar sua história, é o que determina o que existe sobre o palco. Aqui, uma mesa na cozinha com quatro cadeiras e duas cadeiras na varanda externa onde estão poucas caixas de mudança, formam o universo onde tudo acontece. É tudo pouco, verdadeiro e simples neste lugar onde Sharon e Robyn se encontram.”, explica o diretor, Fernando Philbert. ATRIZES, MULHERES, AMIGAS “Eu me sinto tão cheia de vontades, até mais esperta, mais viva que há alguns anos quando estava assoberbada de tarefas maternas, matrimoniais e de trabalho. É hora de olhar pra mim, saber como quero que o mundo me veja. O que é essa nova adolescência, quando a gente sai assim para o mundo.”, comemora Luisa. Carolyna também não cogita aposentar nenhum departamento da existência: “Ela sempre me parece curta demais para tudo que eu ainda tenho pra descobrir. Depois de meio século, sinto que minha curiosidade, meu amor pela vida, meus medos e inseguranças, minha coragem e meu desejo não se arrefeceram. É só respirar fundo, olhar o fim do mar no horizonte, aprender uma música nova no piano, dançar ao vento… que uma onda de inocência, vigor, alegria e contentamento me invadem.”. Amigas de colégio desde a adolescência, Luisa Thiré e Carolyna Aguiar são comadres (“Carol é madrinha do meu filho”) e, recentemente, atuaram juntas na peça A Guerra não Tem Rosto de Mulher, no Rio, São Paulo e Portugal. Em São Paulo, a peça foi indicada a prêmio de Melhor Elenco - o que sé aumentou a vontade de continuar a parceria.   [+] saiba mais OSB | Série Mundo Itália 17/04 Música Ministério da Cultura e Instituto Cultural Vale apresentam Itália é o próximo país homenageado na Série Mundo, da Orquestra Sinfônica Brasileira, dia 17 de abril, na Cidade das Artes Sob a batuta do maestro Ira Levin, a apresentação da OSB conta com a soprano Eliane Coelho como solista Seria uma tarefa árdua – senão impossível – pensar na tradição musical do Ocidente sem considerar o papel fundamental que a Itália desempenhou e desempenha ao longo dos séculos. Berço da ópera, do bel canto e de inúmeros compositores e intérpretes destacados, o país é o grande homenageado neste concerto da Série Mundo da Orquestra Sinfônica Brasileira. O espetáculo, que será realizado no dia 17 de abril, no palco da Grande Sala da Cidade das Artes, traz obras de Busoni, Boito, Puccini e Respighi sob regência do maestro Ira Levin, além da participação da soprano Eliane Coelho. A Série Mundo conta com o patrocínio do Bradesco. Reconhecido como um dos maiores pianistas de sua geração, Ferruccio Busoni (1866 – 1924) foi também um compositor ambicioso e um dos grandes pensadores da música no século XX. Seu interesse pela expressividade polifônica da música de Johann Sebastian Bach se manifestou cedo, ainda na infância, e ao longo da vida o italiano transcreveu para piano inúmeras peças do mestre barroco. Seu maior tributo ao alemão, porém, talvez seja a poderosa e arquitetônica Fantasia Contrapontística, seu magnum opus, escrito em 1910. A obra traz no seu cerne o "Contrapunctus 14" (deixada incompleta) da Arte da Fuga, que é trabalhado, expandido e reimaginado por Busoni à luz das tendências musicais modernas. Emocionante e intelectualmente instigante, a composição será ouvida neste concerto em transcrição orquestral do maestro Ira Levin, 100 anos após a morte do compositor. Uma homenagem musical à Itália não seria completa se não abarcasse o universo operístico: para a parte central do programa, a OSB recebe a destacada soprano Eliane Coelho, que interpreta duas árias célebres. A primeira delas é a trágica "L’altra notte in fondo al mare", da ópera Mefistófele, de Arrigo Boito, na qual a personagem Margherita canta seu desalento enquanto aguarda seu trágico destino. Em seguida, a orquestra apresenta o "Intermezzo" do ato III de Manon-Lescaut, de Giacomo Puccini que, embora breve, encapsula o clima geral da ópera, com passagens de sombrio desespero e de tranquilidade melancólica. Para encerrar este bloco emocionante, Eliane Coelho canta "Tu tu, piccolo iddio", um dos momentos de maior carga emocional da da ópera Madame Butterfly, também de Puccini. O concerto chega ao fim com o Festival Romano, de Ottorino Respighi (1879 - 1936). O estonteante poema sinfônico – o último de um tríptico dedicado à Cidade Eterna – foi escrito entre 1926 e 1928 e traduz em música uma sequência de cenas do passado italiano. O próprio compositor assinou o prefácio da partitura, indicando o caráter evocativo de cada um dos movimentos. Em "Circenses", uma fanfarra vertiginosa dos metais lança o ouvinte em meio a um combate injusto entre mártires e feras. Ao tema sombrio das vítimas e ao rugido feroz dos animais se soma o clangor da multidão, o que dá ao movimento um vigoroso efeito total. "O Jubileu", em contraste, explora a dura jornada dos peregrinos medievais em direção a Roma. Conforme os viajantes se aproximam da cidade, a instrumentação ganha cores e texturas especiais, com metais, madeiras e percussão recriando o  repique dos sinos. Em "O Festival de Outubro", danças, serenatas e canções de amor indicam que é tempo de celebrar a colheita. O gran finale do poema sinfônico é "Epifania", que retrata as algazarras e a aglomeração do povo antes da festa da befana. Uma riqueza espantosa de temas e motivos populares se intercruzam em uma tapeçaria sonora de apelo cinematográfico, concluindo a obra em chave de ouro. A ORQUESTRA SINFÔNICA BRASILEIRA: Fundada em 1940, a Orquestra Sinfônica Brasileira é reconhecida como um dos conjuntos sinfônicos mais importantes do país. Em seus 83 anos de trajetória ininterrupta, a OSB já realizou mais de cinco mil concertos e é reconhecida pelo pioneirismo de suas ações, tendo sido a primeira orquestra a realizar turnês pelo Brasil e exterior, apresentações ao ar livre e projetos de formação de plateia. Composta atualmente por mais de 70 músicos brasileiros e estrangeiros, a OSB contempla uma programação regular de concertos, apresentações especiais e ações educativas, além de um amplo projeto de responsabilidade social e democratização de acesso à cultura. Para viabilizar suas atividades, a Fundação conta com a Lei Federal de Incentivo àCultura, tem o Instituto Cultural Vale como Mantenedor Amazônia, Shell como Patrocinador Cerrado, NTS - Nova Transportadora do Sudeste como Patrocinador Mata Atlântica, Itaú - Redecard e Volvo como Patrocinadores Caatinga, Brookfield e Sergio Bermudes Advogados como Patrocinadores Pampa, CYMI como Patrocinador Pantanal e Bradesco como Patrocinador da Série Mundo, além de um conjunto de apoiadores culturais e institucionais. [+] saiba mais Junior Chicó - Como partir o coração de um aquariano | Stand Up Comedy 20/04 Outros COMO PARTIR O CORAÇÃO DE UM AQUARIANO Em seu segundo show solo de StandUp Comedy, Junior Chicó conta com muito bom humor os desastres amorosos vividos ao longo da vida. Aquariano nato, o humorista não tem pudor ao levar pro palco os motivos pelos quais chorou escorregando na parede do banheiro ouvindo Celine Dion. [+] saiba mais Contando histórias de onde vivo 20/04 Arte e Conhecimento Através da contação de história do livro "Coisas de Gato, Valentim o felino ameaçado" levaremos ao público um universo onde nasce uma história e uma intervenção. O conhecimento e a forma de se relacionar com o meio, sem a interferência entre as partes de forma a impedir a boa convivência. Durante o evento proposto interagimos com o público com preparação, aquecimento e introdução ao universo felino e suas nuances, mitos e verdades, cuidados e convivência, ter ou não um gatinho de cada dia em nossa casa. Contamos com a presença dos autores, do personagem vivo do livro (O gato Valentim). [+] saiba mais Mulheres Virtuosas e Corajosas na Revolução de 1932 | Lançamento de Livro 20/04 Arte e Conhecimento Autora: Luciana Castro Ilustrador: Jenyfer Bonfim A Revolução de 32 é cheia de heroínas! Mulheres que tiveram uma participação decisiva na batalha e embora não estivessem na linha de frente, trabalhavam com armamentos e socorro às tropas. A obra MULHERES VIRTUOSAS E CORAJOSAS na Revolução de 1932, destaca a importância da participação da mulher num verdadeiro espetáculo ideológico, que abriu espaço para inúmeras lutas das mulheres pela igualdade, até os dias de hoje. O livros será lançado no dia 20 de abril de 2024, às 15h, na Sala de Leitura da Cidade das Artes – Mulheres Virtuosas e Corajosas na Revolução de 1932. O livro traz uma abordagem sobre a importância da mulher na batalha, reunindo textos inéditos da visão da autora e a contextualização histórica da Revolução. O livro, que mescla abordagem acadêmica e jornalística, uma característica da autora, contribui para a reflexão da importância da mulher numa batalha ideológica, que posteriormente abriria espaço para tantas lutas das mulheres pela igualdade. A autora privilegia personagens importantes na batalha e ao longo das décadas pós-32, explorando um contexto cultural e político de cada uma delas. O prefácio é escrito pela atual Secretária Municipal de Políticas e Promoção da Mulher do Rio de Janeiro, Joyce Trindade, figura importante nos imensos desafios para conquista de espaço e dignidade para a mulher carioca. O Editor é João Baptista, Editora Letra Capital, com mais de 25 anos de atuação no mercado literário e mais de 1.000 títulos publicados no Brasil afirma “O livro de Luciana Castro será uma valiosa contribuição da escritora carioca para o evento da UNESCO em 202 5: Rio de janeiro, Capital Mundial do Livro.” [+] saiba mais Felicidade Feminina | Bate-papo 25/04 Arte e Conhecimento Tema: Seja você líder da sua Felicidade: liderança feminina Será um evento com enfoque na Ciência da Felicidade, trazendo ferramentas e práticas para o autoconhecimento e desenvolvimento da felicidade feminina Maria Albuquerque Empresária, palestrante, treinadora de vendas e liderança, especialista em ciência da felicidade e psicologia positiva, seu lema: somos todos vendedores. Venda seus princípios e valores, suas ideias, seus sonhos lastreados na ciência da felicidade. Instagram: @mariaalbuquerque.oficial Convidados: Carola Troisgros @carolatroisgros Apaixonada por gastronomia, especialista em bolos e doces. Carola gosta de ser chamada de boleira e de fazer bolos que tragam memória afetiva; Thaissa Carvalho @thaissacarvalho Atriz de Lins, cineasta em construção, treinamento nutrição; Paula Valansi @desacostuma Mini Bio: nutricionista com foco em mudanças sustentáveis; Eloá Honaiser @clubebele Mini Bio: criadora do aplicativo de delivery para serviços de beleza em Niterói.   [+] saiba mais Interlocuções | Literatura Arte e Psicanálise 26/04 Arte e Conhecimento 26/04/2024 Tema: Psicopatas Domésticos Convidada: Renata Silbert (Psicóloga e escritora) A psicopatia é um tema muito visto atualmente, bem como as relações abusivas. A autora Renata Silbert ousou, unindo os dois temas e mostrando uma visão na qual os sujeitos abusadores podem ser chamados também de psicopatas, uma vez que as características dos sujeitos na psicopatia estão também presentes, em maior ou menor grau nas relações afetivas abusivas. Surge então este nome Psicopatas domésticos. Neste livro, a autora nos apresenta este fenômeno que hoje assola todas as sociedades, e que tem cada vez mais vindo à tona. As vitimas estão perdendo o medo de falar sobre os abusos, e buscam cada vez mais informações que as ajudem a compreender o que é este "aquilo" que elas vivem, mais que não sabem nomear. Através do embasamento teórico, misturados ao contar de histórias, a autora vai nos levando por uma travessia de conhecimento do assunto que tem por objetivo um despertar. Conhecer as características do sujeito, a dinâmica da relação, o perfil das vitimas, entender o aprisionamento ao qual elas estão submetidas, bem como a devastação que esta relação traz para as suas vidas é um tema necessário nos dias de hoje. O livro tem também por objetivo mostrar as vitimas que existe um dia seguinte. E que é possível sobreviver e recomeçar. Entretanto, o único caminho possível é o entendimento desta patologia cruel. Que muitas vezes as vitimas já conhecem, mesmo sem conhecer!   [+] saiba mais Fado no Brasil | Show de Márcio Gomes 26/04 Música "O Fado no Brasil" é um espetáculo cativante que celebra a fusão da tradição emocional do fado português com a rica cultura musical brasileira. Sua estética oscila entre o nostálgico e o contemporâneo, oferecendo uma viagem sonora que evoca saudade, paixão e a ligação entre ambas as nações por meio da música. A performance explora a profunda influência do fado na música brasileira, mergulhando nas emoções intensas e na narrativa melancólica compartilhada. O espetáculo incorpora elementos que evocam tanto o fado tradicional quanto a riqueza da cultura brasileira. Perfeito para teatros, casas de espetáculo e outros espaços, tem uma duração aproximada de 1 hora. Abrindo com performances de fados clássicos e canções tradicionais brasileiras, compartilhando temas de amor, saudade e esperança, a jornada continua com uma exploração mais profunda das semelhanças entre os dois estilos, enfatizando escalas melódicas e emotividade compartilhada. Uma celebração da herança lusitana ocorre com homenagens a artistas icônicos que moldaram a interseção do fado e da música brasileira. Inspirado pelas obras de Amália Rodrigues, Francisco José, Manoel Monteiro e artistas brasileiros que enriqueceram suas composições com drama, como Chico Buarque, o espetáculo oferece uma experiência única e emocionante para o público. "O Fado no Brasil" é uma celebração da conexão cultural entre Portugal e Brasil, ressaltando a capacidade da música de unir nações e criar um espaço onde emoções e histórias compartilhadas florescem. [+] saiba mais Lançamento de Livro | Águas do Nilo e Meu Querido 27/04 Arte e Conhecimento 14h Águas do Nilo Autora: Aniete Abreu é educadora, artesã e contadora de histórias. Ilustrador: Elaine Ladeira Lançamento do livro com contação de histórias e atividade de desenho/pintura. O livro "Águas do Nilo" aborda a importância de superar nossos medos e atravessar desertos interiores desde a infância. A narrativa é uma aventura onde o protagonismo é  coletivo, proporcionando espaço de expressão para inúmeros sujeitos que contribuíram significativamente para a formação do planeta Terra, como os indígenas, povos originários repletos de conhecimento e ancestralidade. Enfrentar os medos significa não permitir que eles nos paralisem, lembrando que a coragem pode nos conduzir a descobertas interiores gratificantes. Valorizar nossa história e ancestralidade é uma das ferramentas que nos prepara e encoraja. 16h Meu Querido Portal Autor: Felipe Fontes é professor de Matemática na formação e na prática. Escritor na alma e no coração. Seja no Youtube ou no Teatro, Felipe brinca com as palavras e com a nossa imaginação, com a delicadeza que só quem abraça a missão de ser pai é capaz de ter. Ilustrador: Felipe Fontes Lançamento do livro com contação de histórias e atividade de desenho/pintura. Em "Meu Querido Portal" Theo, vestindo sua roupa de bombeiro, parte em uma aventura cheia de imaginação. Ele encontra dinossauros, robôs e até mesmo um pouco do folclore brasileiro, tudo isso enquanto se diverte muito. A história é uma jornada cheia de surpresas, perfeita para estimular a imaginação das crianças, culminando em um final surpreendente que não se pode deixar de ver. Ler é descobrir mundos, é viajar sem sair do lugar. “Meu querido portal” nos presenteia com narrativas repletas de amor e de aventuras e nos convida a também atravessar portais com o olhar puro e alegre da criança, descobrindo novos e impossíveis caminhos. [+] saiba mais Pink Floyd Experience in Concert 01/05 Música Pink Floyd Experience In Concert é uma imersão musical e visual nas histórias e mentes dos lendários David Gilmour e Roger Waters, que juntos, foram responsáveis pela história musical de uma das maiores bandas de todos os tempos. O show conta com grandes sucessos em seu repertório, tais como: “Mother”, “Wish You Were Here”, “Time”, “Another Brick In The Wall”, dentre outros, propiciando ao público uma verdadeira viagem no tempo, com as fases e músicas mais importantes desta grande banda, em um espetáculo emocionante aos amantes de Pink Floyd, totalmente cantado e tocado ao vivo. Um espetáculo com muitos efeitos visuais, projeções em Mapping 3D e um palco totalmente temático, com sincronia incrível entre música e iluminação. Além dos vocais, banda e orquestra, o espetáculo ainda conta com a direção geral do renomado diretor Bruno Rizzo, que assina a direção de grandes espetáculos como “Queen Experience In Concert”, “Elvis Experience Tribute In Concert”, “Abba Experience In Concert”, “Embalos de Sábado à Noite, O Musical”, “Amazing Tenors, Sings Bocelli”, entre outros; e direção executiva de Daniela Schiarreta. A turnê já percorreu várias cidades brasileiras, como São Paulo, Rio de Janeiro, Fortaleza, João Pessoa, Recife, Campinas, Brasília, Jaraguá do Sul, Passo Fundo, Chapecó, Boa Vista, Manaus, entre outras. [+] saiba mais Eduardo, o guardião das riquezas | Lançamento de Livro 04/05 Arte e Conhecimento SOBRE O LIVRO O encantador Reino das Oliveiras, local onde a alegria e a paz imperavam, era governado pelo rei Feliciano. Um dia sombrio chegou com a guerra. O rei, com o coração entristecido, convocou o corajoso Eduardo para uma missão vital: recuperar a paz do reino. Ele foi nomeado Guardião das Riquezas e partiu em busca dos tesouros perdidos. Ao longo de sua jornada, encontrou outros meninos e meninas dispostos a ajudá-lo. Juntos, enfrentaram desafios para recuperar os valores perdidos. A história do Guardião das Riquezas tornou-se uma lenda, lembrando que, mesmo nas sombras, o poder do amor e da amizade pode iluminar o caminho e trazer harmonia ao Reino das Oliveiras. SOBRE A AUTORA A autora Luciana Oliveira é mãe, escritora carioca e professora. Formada em Letras pela UFRJ e Especialista em Literatura Infantil e Juvenil, também na UFRJ. Começou a escrever com frequência a partir de um exercício de criatividade proposto por um livro, mas esse exercício se transformou em uma paixão pela escrita criativa. A narrativa do livro “Eduardo, o guardião das riquezas” nasceu a partir de uma conversa inspiradora com o seu filho de 8 anos. Agora, sua missão é proporcionar um impacto duradouro nas gerações de leitores. [+] saiba mais Clube do Samba 45 anos | A Grande Roda 05/05 Música Dia 5 de maio de 1979. João Nogueira e os maiores compositores e cantores da história do samba se reuniram, em uma casa do subúrbio carioca, para manter viva as raízes da música brasileira. O que começou como um ato de resistência, esse ano comemora incríveis 45 anos de legado e orgulho. Para festejar, no dia 5 de maio de 2024 (domingo), a Família Nogueira apresenta o Clube do Samba - A Grande Roda, na Cidade das Artes, uma grande festa com shows completos de Diogo Nogueira e Xande de Pilares - dois artistas do samba. No repertório, músicas como "Clareou", que já foi gravada pelos dois artistas, "Pé Na Areia", "Fé em Deus", de Diogo Nogueira e “Só Depois” e “Coração Radiante”, de Xande de Pilares. O evento também conta com as essenciais rodas de samba com Marina Iris e o cantor e compositor Didu Nogueira, sobrinho e braço direito de João no Clube do Samba, além do lançamento do livro “É Disso Que O Povo Gosta!” repleto de depoimentos sobre o João Nogueira e a história do movimento. Será uma celebração ao samba! Os ingressos já estão à venda no site: https://site.bileto.sympla.com.br/cidadedasartes “O aniversário do Clube do Samba será único, uma linda festa para comemorarmos 45 anos cultuando o samba, mas também de muita gratidão e alegria em contribuir para o fortalecimento do samba do subúrbio carioca”, destaca Diogo Nogueira. A atual presidente do Clube do Samba, Angela Nogueira, fortalece a importância da festa: “É pelo movimento, é pela história e por ter sido uma das alavancas responsáveis em transformar o samba no que ele é hoje.” Clube do Samba - A Grande Roda faz parte da grande celebração Clube do Samba 45 anos, um movimento especial que reúne diversas ações em 2024 para enaltecer o legado de João Nogueira e mostrar a importância do Clube do Samba para a música brasileira. As atividades tiveram início em fevereiro, com o sucesso do baile e o bloco de carnaval, em que Diogo Nogueira arrastou mais de 50 mil pessoas pela Avenida Atlântica, em Copacabana. O projeto inclui ainda o musical “Através do Espelho”, dirigido por Gustavo Gasparani, e também um espetáculo voltado para o público infantil, dirigido por Diego Moraes e Pedro Henrique Lopes. Clube do Samba 45 anos foi desenvolvido por Clarisse Nogueira, do Clube do Samba, em parceria com Fernando Campos, do Grupo Prismah. Clarisse Nogueira, que atualmente está à frente do Clube do Samba ao lado da mãe Angela Nogueira, destaca que o Clube do Samba 45 anos vem para contar toda a história de João Nogueira através da música. “O nosso objetivo é que o Brasil conheça o que é o Clube do Samba. Muito mais que um movimento, o clube traz entretenimento, cultura e promove ainda um projeto social que atende gratuitamente cerca de 120 crianças no subúrbio do Rio”, explica Clarisse. Além de proporcionar muita roda de samba, o Clube do Samba há 10 anos, através do Clubinho do Samba, promove cultura e educação para crianças e jovens no bairro da zona norte do Rio com aulas gratuitas de canto, teatro, violão, cavaquinho, percussão e capoeira. Graças ao patrocínio da Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro, capital do G20, Secretaria Municipal de Cultura, Instituto Yduqs I Estácio de Sá, Unisys e Windsor Hoteis, por meio da Lei Municipal de Incentivo à Cultura - Lei do ISS. [+] saiba mais Quintas Sonoras | Mart'nália em Quarteto 09/05 Música Cidade das Artes lança projeto Quintas Sonoras com o melhor da MPB A estreia é dia 9 de maio com a cantora Mart’nália. Até o dia 1 de agosto, sempre às quintas-feiras, às 20h30, a 1ª edição do Quintas Sonoras leva para o palco do Teatro de Câmara, do maior complexo cultural do Rio, grandes talentos desse gênero musical que encanta brasileiros e turistas. Já estão confirmados os shows dos artistas Toni Platão (16/05), Maria Gadú (13/06), Evandro Mesquita e Arnaldo Brandão com a banda The Fabulous (20/06).   Mart’nália Mart'nália  já gravou e  cantou  nos seus shows muitas canções especiais e por mais este ano continuaremos celebrando os maiores sucessos na voz dela! Consagrada com dois Grammys Latinos de Melhor Disco de Samba, Mart’nália inaugura a primeira edição do Quintas Sonoras Cidade das Artes no mais alto astral, esbanjando talento e malemolência. A artista fará um show de 70 minutos em quarteto e no repertório sucessos como “Cabide”, “Pra que chorar”, “Onde anda você”, “Chega”, “Entretanto”, “Be Happy”, entre outras canções de seu pai Martinho da Vila, e outros bambas do samba como Vinicius de Moraes e Chico Buarque. O Quarteto é formado pelos músicos: Humberto Mirabelli (violão, guitarra e vocal), Luiz Otávio (piano, cavaco e voz), Alexandre Katatau (baixo), Macaco Branco (percussão). SUA DISCOGRAFIA: Tem  13 cds:  Mart’nália 1987, Minha Cara 1995, Pé do meu samba 2002, Mart’nália ao Vivo 2004,  Menino do Rio 2005, Mart’nália em Berlim 2007, Madrugada 2008, Mart’nália na África 2010, Não tente compreender 2012, Mart’nália em Samba! Dez 2014, “+Misturado”2017 - vencedor do Grammy Latino de melhor disco de samba,  Mart’nália canta Vinicius de Moraes 2019-   Vencedor do Grammy Latino 2019 melhor cd de samba! , Sou assim até mudar 2021 Tem 04 dvds: Mart’nália ao Vivo 2004, Mart’nália em Belim 2007 Mart’nália em África 2010 Mart’nália em Samba!  Dez 2014   SOBRE O PROJETO QUINTAS SONORAS A Cidade das Artes Bibi Ferreira lança no mês de maio, quando completa 11 anos de funcionamento, o projeto musical Quintas Sonoras com o melhor da música popular brasileira. A estreia do programa que valoriza o potencial da MPB é dia 9 de maio com o talento e a malemolência da cantora Mart’nália em Quarteto. Idealizado pela Cidade das Artes, vinculada à Secretaria Municipal de Cultura, o Quintas Sonoras mescla a nova geração da música popular brasileira com seus mestres, aliados às qualidades que o Teatro de Câmara apresenta com sua acústica primorosa, conforto, beleza e charme. O projeto traz uma versão acústica dos grandes shows de relevantes nomes da cena musical e oferece ao público uma experiência sonora intimista junto aos seus artistas favoritos. - O Quintas Sonoras foi criado pela direção artística da Cidade das Artes e para a curadoria dessa primeira edição conta com o auxílio luxuoso de Zeca Fernandes, figura carimbada no mercado fonográfico e que esteve durante 15 anos à frente do Circo Voador. O projeto foi pensado exclusivamente para o Teatro de Câmara, que tem uma acústica privilegiada e capacidade para 439 pessoas – explica a presidente da Cidade das Artes, Daniela Santa Cruz. [+] saiba mais Cultive Danças | Lançamento de Livro 11/05 Arte e Conhecimento A presente obra propõe reflexões a partir de teorias praticadas e/ou práticas teorizadas sobre ensinar-aprender, cruzando experiências como professora- mediadora de processos em dança, com teorias pedagógicas, estudos do corpo em movimento e das manifestações culturais, buscando inspirar criações de metodologias plurais que brotem na liberdade e cresçam potencializando afetos. Nessa investigação, a metodologia utilizada é A/R/Tografia para experienciar a integração da prática, teoria e poética na construção de uma dissertação, acolhendo reflexões sobre os fazeres artísticos, o ofício do professor, a pesquisa e a construção de conhecimentos a partir da dança. Nos últimos anos, a fotografia foi incorporada aos meus processos de ensino- aprendizagem, em parceria com a fotógrafa Renata Spinelli, que passou a atuar não apenas como registro, mas também como parte construtora dos meus estudos em dança, com uma espécie de escrita visual. Para integrar a narrativa desta pesquisa, desenvolvi o espetáculo Memórias Artesanais, a pesquisa em cena, o palco como parte do processo de ensinar-aprender dança enquanto arte cênica. O cultivo das danças está relacionado à diversidade de cada solo e sua cultura. Nesta pesquisa, solo é território, o local, a comunidade, o bairro, a rua, um corpo material ocupado por muitos corpos e histórias em movimento. Cultivo é processo contínuo de cuidar do solo e/ou aquilo que dele provém, e cultura é a ação do cultivo. A dança pode criar diálogos através do não dito, cultivando o encantamento, o entusiasmo, por uma ética amorosa que nos permita abrir novos campos culturais, criar memórias e sonhar novos mundos. O primeiro livro da artista e Mestra em Dança Manuella Lavinas, é uma obra que cruza reflexões a sobre teorias praticadas e/ou práticas teorizadas de ensino-aprendizagem, com suas experiências como professora-mediadora em dança, teorias pedagógicas, estudos dos corpos em movimento e das manifestações culturais; pelo cultivo de metodologias plurais que brotem na liberdade e cresçam nos afetos. Principal categoria: Ciências Sociais, Subcategoria: Artes; Categoria secundária: Educação e Pedagogia, Subcategorias: 9. Educação, Tecnologias e Transdisciplinaridades. [+] saiba mais Floresta Amazônica de Dalal Achcar | Ballet 11/05 a 12/05 Dança A Cia de Ballet Dalal Achcar apresenta o ballet “Floresta Amazônica” na Cidade das Artes, nos dias 11 e 12 de maio. A Cidade das Artes recebe, nos dias 11 e 12 de maio, a Cia de Ballet Dalal Achcar, com a montagem “Floresta Amazônica”, de Dalal Achcar, um dos maiores nomes do ballet nacional, que revolucionou a história da dança no Brasil. O espetáculo é apresentado pelo Ministério da Cultura, com patrocínio master do Instituto Cultural Vale, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura, Ministério da Cultura, Governo Federal União e Reconstrução, com produção da Aventura. O espetáculo "Floresta Amazônica" foi inspirado na sinfonia homônima escrita pelo renomado compositor brasileiro Heitor Villa-Lobos em 1958. Essa obra musical icônica retrata de forma única a exuberância da Amazônia. O projeto, celebra não apenas a grandiosidade da região, mas também faz alusão aos 64 anos de falecimento de Villa-Lobos, um talentoso compositor, instrumentista e regente. Trazendo à cena a essência da brasilidade, o ballet contará com bailarinos de diferentes estados brasileiros, com um corpo de baile composto por bailarinos paraenses, selecionados por audição na temporada realizada em 2023, no Theatro da Paz, em Belém/PA. Através dessa performance, busca-se reforçar o sentimento de pertencimento nacional e prestar reverência ao legado musical de Heitor Villa-Lobos. A primeira versão da obra, criada pela coreógrafa Dalal Achcar em 1975, estreou no palco do Theatro Municipal do Rio de Janeiro, com os bailarinos da Associação de Ballet do Rio de Janeiro, tendo como protagonistas David Wall e a grande primeira-bailarina do Royal Ballet, Dame Margot Fonteyn. Agora, quarenta e oito anos depois de sua estreia, “Floresta Amazônica” abre a temporada na Cidade das Artes e se apresenta novamente no Rio de Janeiro. A montagem tem concepção, coreografia e mise en scène de Dalal Achcar – que trabalhou movimentos diferentes e inesperados dentro do universo do ballet clássico e inseriu ginástica natural e acrobacia – com cenários de Hélio Eichbauer, figurino de Jose Varona e Dalal Achcar e iluminação de Maneco Quinderé, somos transportados para dentro do coração da floresta.    [+] saiba mais Quintas Sonoras | Toni Platão 16/05 Música Cidade das Artes lança projeto Quintas Sonoras com o melhor da MPB A estreia é dia 9 de maio com a cantora Mart’nália. Até o dia 1 de agosto, sempre às quintas-feiras, às 20h30, a 1ª edição do Quintas Sonoras leva para o palco do Teatro de Câmara, do maior complexo cultural do Rio, grandes talentos desse gênero musical que encanta brasileiros e turistas. Já estão confirmados os shows dos artistas Toni Platão (16/05), Maria Gadú (13/06), Evandro Mesquita e Arnaldo Brandão com a banda The Fabulous (20/06).   TONI PLATÃO Toni é o segundo artista a subir no palco do Teatro de Câmara para abrilhantar o “Quintas Sonoras Cidade das Artes”, ele se apresenta com o espetáculo “O Amor Segundo Herbert Vianna”, o qual gravou um audiovisual no Teatro Rival com diversas participações, entre elas Mumuzinho, Roberto Menescal e Leila Pinheiro, Chico Chico, Sandra Sá, Paulo Ricardo, Leo Jaime e Fernanda Abreu. A carreira solo de Toni começa em 1991 quando, em flerte com a soul music, ele cai na estrada ao lado de Gustavo Corsi e uma big band. Na turnê é formatado seu primeiro disco - “Tony Platão”, lançado em 1994.  O destaque do trabalho é uma ousada versão de “Partido Alto”, aprovadíssima pelo compositor da canção, Chico Buarque, e que inspirou uma outra clássica releitura; a de Cássia Eller. Em 2000 Toni grava “Calígula Freejack”. Aclamado por críticos como um dos mais importantes álbuns da recente história do rock brasileiro. “Negro Amor”, lançado em 2007, tem no repertório clássicos dos anos 70 e consolida Toni Platão no hall dos grandes intérpretes da moderna música brasileira. O álbum dá origem ao DVD “Pros Que Estão Em casa” vencedor do Prêmio da Música Brasileira em 2009. Toni já se apresentou duas vezes no “Rock in Rio”, a primeira em 2003 com o show de “Calígula Freejack” e a segunda em 2011, no Tributo a “Legião Urbana”. O show “Negro Amor” foi também atração principal de uma das noites do “Tim Festival”, em 2007. Em 2015 Toni Platão lançou o álbum “LOV” . SOBRE O PROJETO QUINTAS SONORAS A Cidade das Artes Bibi Ferreira lança no mês de maio, quando completa 11 anos de funcionamento, o projeto musical Quintas Sonoras com o melhor da música popular brasileira. A estreia do programa que valoriza o potencial da MPB é dia 9 de maio com o talento e a malemolência da cantora Mart’nália em Quarteto. Idealizado pela Cidade das Artes, vinculada à Secretaria Municipal de Cultura, o Quintas Sonoras mescla a nova geração da música popular brasileira com seus mestres, aliados às qualidades que o Teatro de Câmara apresenta com sua acústica primorosa, conforto, beleza e charme. O projeto traz uma versão acústica dos grandes shows de relevantes nomes da cena musical e oferece ao público uma experiência sonora intimista junto aos seus artistas favoritos. - O Quintas Sonoras foi criado pela direção artística da Cidade das Artes e para a curadoria dessa primeira edição conta com o auxílio luxuoso de Zeca Fernandes, figura carimbada no mercado fonográfico e que esteve durante 15 anos à frente do Circo Voador. O projeto foi pensado exclusivamente para o Teatro de Câmara, que tem uma acústica privilegiada e capacidade para 439 pessoas – explica a presidente da Cidade das Artes, Daniela Santa Cruz. [+] saiba mais Alex Cohen Interpreta o Rei | Show 17/05 Música Alex Cohen traz em seu novo projeto “Alex Cohen interpreta o Rei”, sucessos da carreira do Rei Roberto Carlos, como "Falando Sério", "Emoções" e "Outra Vez". No show o artista alinha o repertório com histórias da vida e da trajetória do Rei ao longo de sua carreira, acompanhado de histórias e sucessos de outros grandes cantores da MPB. Você vai se emocionar e cantar junto do início ao fim do espetáculo. Uma experiência para guardar na memória e no coração.  [+] saiba mais Série Músicos OSB 18/05 Música Ministério da Cultura e Instituto Cultural Vale apresentam Orquestra Sinfônica Brasileira leva concertos da Série Músicos da OSB à Cidade das Artes, dias 18 e 19 de maio Espetáculos acontecem no palco do Teatro de Câmara Na estreia da Série Músicos da OSB em 2024, a Orquestra Sinfônica Brasileira sobe ao palco do Teatro de Câmara da Cidade das Artes, nos dias 18 e 19 de maio, para interpretar a obra Serenata nº 10, “Gran Partita”, do notório compositor Wolfgang Amadeus Mozart. No domingo, a récita será no formato Concertos para Juventude – apresentações comentadas com cunho didático.  A ORQUESTRA SINFÔNICA BRASILEIRA: Fundada em 1940, a Orquestra Sinfônica Brasileira é reconhecida como um dos conjuntos sinfônicos mais importantes do país. Em seus 83 anos de trajetória ininterrupta, a OSB já realizou mais de cinco mil concertos e é reconhecida pelo pioneirismo de suas ações, tendo sido a primeira orquestra a realizar turnês pelo Brasil e exterior, apresentações ao ar livre e projetos de formação de plateia. Composta atualmente por mais de 70 músicos brasileiros e estrangeiros, a OSB contempla uma programação regular de concertos, apresentações especiais e ações educativas, além de um amplo projeto de responsabilidade social e democratização de acesso à cultura. Para viabilizar suas atividades, a Fundação conta com a Lei Federal de Incentivo à Cultura, tem o Instituto Cultural Vale como Mantenedor Amazônia, Shell como Patrocinador Cerrado, NTS - Nova Transportadora do Sudeste como Patrocinador Mata Atlântica, Itaú - Redecard e Volvo como Patrocinadores Caatinga, Brookfield e Sergio Bermudes Advogados como Patrocinadores Pampa, CYMI como Patrocinador Pantanal e Bradesco como Patrocinador da Série Mundo, além de um conjunto de apoiadores culturais e institucionais. [+] saiba mais Oficina de escrita Morada das Palavras | O que dizem os aromas? 18/05 Arte e Conhecimento Cuidar do outro, cuidar do trabalho, cuidar da casa, cuidar da família... No mês das mães, queremos lembrar com carinho dessa porção mulher que cuida. Mas queremos ir além. Queremos lembrar da porção mulher que merece e precisa ser cuidada. Que deve ter tempo para si, para se ouvir, para se encontrar, se descobrir...Que precisa priorizar a própria saúde, o próprio desejo e as próprias convicções. Queremos dialogar com todas as mulheres, para que juntas possamos inspirar e fortalecer umas às outras. A escrita assume um papel muito importante nesse processo, inclusive terapêutico, em alinhar a sensibilidade e a razão, organizando um fluxo de pensamentos e emoções. Por cumprir uma função antes mesmo de ser compartilhada, a escrita trabalha a favor do bem-estar, do autoconhecimento e do desenvolvimento pessoal. Levadas pelos mais incríveis aromas, trazidos pela Bernagô Home, embarcaremos em uma viagem em busca do autocuidado e do autoconhecimento. IDEALIZADORAS Thais Boulanger é Mestre em Artes, professora e mentora nas áreas de desenvolvimento e criatividade, mãe de dois meninos, autora do livro “Para Você, Criativo”, coordenadora de projetos da Hanoi Editora e membro do Moradas das Palavras. Fernanda Oliveira é fonoaudióloga, arteterapeuta, mãe de dois meninos, autora de livros infantis e de poemas, é assistente editorial da Hanoi Editora e membro do Morada das Palavras. [+] saiba mais OSB | Concertos para Juventude 19/05 Música Ministério da Cultura e Instituto Cultural Vale apresentam Orquestra Sinfônica Brasileira leva concertos da Série Músicos da OSB à Cidade das Artes, dias 18 e 19 de maio Espetáculos acontecem no palco do Teatro de Câmara Na estreia da Série Músicos da OSB em 2024, a Orquestra Sinfônica Brasileira sobe ao palco do Teatro de Câmara da Cidade das Artes, nos dias 18 e 19 de maio, para interpretar a obra Serenata nº 10, “Gran Partita”, do notório compositor Wolfgang Amadeus Mozart. No domingo, a récita será no formato Concertos para Juventude – apresentações comentadas com cunho didático. A ORQUESTRA SINFÔNICA BRASILEIRA: Fundada em 1940, a Orquestra Sinfônica Brasileira é reconhecida como um dos conjuntos sinfônicos mais importantes do país. Em seus 83 anos de trajetória ininterrupta, a OSB já realizou mais de cinco mil concertos e é reconhecida pelo pioneirismo de suas ações, tendo sido a primeira orquestra a realizar turnês pelo Brasil e exterior, apresentações ao ar livre e projetos de formação de plateia. Composta atualmente por mais de 70 músicos brasileiros e estrangeiros, a OSB contempla uma programação regular de concertos, apresentações especiais e ações educativas, além de um amplo projeto de responsabilidade social e democratização de acesso à cultura. Para viabilizar suas atividades, a Fundação conta com a Lei Federal de Incentivo à Cultura, tem o Instituto Cultural Vale como Mantenedor Amazônia, Shell como Patrocinador Cerrado, NTS - Nova Transportadora do Sudeste como Patrocinador Mata Atlântica, Itaú - Redecard e Volvo como Patrocinadores Caatinga, Brookfield e Sergio Bermudes Advogados como Patrocinadores Pampa, CYMI como Patrocinador Pantanal e Bradesco como Patrocinador da Série Mundo, além de um conjunto de apoiadores culturais e institucionais.   [+] saiba mais Quintas Sonoras | Maria Gadú 13/06 Música Cidade das Artes lança projeto Quintas Sonoras com o melhor da MPB A estreia é dia 9 de maio com a cantora Mart’nália. Até o dia 1 de agosto, sempre às quintas-feiras, às 20h30, a 1ª edição do Quintas Sonoras leva para o palco do Teatro de Câmara, do maior complexo cultural do Rio, grandes talentos desse gênero musical que encanta brasileiros e turistas. Já estão confirmados os shows dos artistas Toni Platão (16/05), Maria Gadú (13/06), Evandro Mesquita e Arnaldo Brandão com a banda The Fabulous (20/06). MARIA GADÚ Terceira artista a se apresentar no projeto “Quintas Sonoras” no Teatro de Câmara da Cidade das Artes, a cantora Maria Gadú apresenta o show “Pelle”, que traz uma atmosfera diferente de turnês realizadas em casas de shows. No palco, a cantora expõe um lado mais intimista e muito particular acompanhada apenas de guitarra e violão. O repertório exibe canções de sua autoria como “Shimbalaiê”, “Bela Flor” e “Dona Cila”, além de outras composições importantes para sua trajetória, como “A História de Lilly Braun”, de Chico Buarque. SOBRE O PROJETO QUINTAS SONORAS A Cidade das Artes Bibi Ferreira lança no mês de maio, quando completa 11 anos de funcionamento, o projeto musical Quintas Sonoras com o melhor da música popular brasileira. A estreia do programa que valoriza o potencial da MPB é dia 9 de maio com o talento e a malemolência da cantora Mart’nália em Quarteto. Idealizado pela Cidade das Artes, vinculada à Secretaria Municipal de Cultura, o Quintas Sonoras mescla a nova geração da música popular brasileira com seus mestres, aliados às qualidades que o Teatro de Câmara apresenta com sua acústica primorosa, conforto, beleza e charme. O projeto traz uma versão acústica dos grandes shows de relevantes nomes da cena musical e oferece ao público uma experiência sonora intimista junto aos seus artistas favoritos. - O Quintas Sonoras foi criado pela direção artística da Cidade das Artes e para a curadoria dessa primeira edição conta com o auxílio luxuoso de Zeca Fernandes, figura carimbada no mercado fonográfico e que esteve durante 15 anos à frente do Circo Voador. O projeto foi pensado exclusivamente para o Teatro de Câmara, que tem uma acústica privilegiada e capacidade para 439 pessoas – explica a presidente da Cidade das Artes, Daniela Santa Cruz. [+] saiba mais Aventuras de Ana e Bia em: O Senhor Leão 15/06 Arte e Conhecimento Livro infantojuvenil apresenta uma fábula em contexto atual, na qual as crianças interagem com animais.   SOBRE A AUTORA Celi Luz – escritora RJ/BR, poeta, ensaísta, professora de Língua Portuguesa e Literatura Brasileira, graduação e pós-graduação /UFRJ. Tem 8 livros publicados e vídeos infantojuvenis no YouTube. O seu livro infantil -Bruno Berdistroki em: Senhorita Eme recebeu o Prêmio Murilo Araújo, 2016, pela UBE - RJ . A autora subverte a fábula, trazendo uma visão moderna em contexto atual, sempre com humor e um olhar carinhoso para o meio ambiente. [+] saiba mais Evandro Mesquita & The Fabulous Tab 20/06 Música Cidade das Artes lança projeto Quintas Sonoras com o melhor da MPB A estreia é dia 9 de maio com a cantora Mart’nália. Até o dia 1 de agosto, sempre às quintas-feiras, às 20h30, a 1ª edição do Quintas Sonoras leva para o palco do Teatro de Câmara, do maior complexo cultural do Rio, grandes talentos desse gênero musical que encanta brasileiros e turistas. Já estão confirmados os shows dos artistas Toni Platão (16/05), Maria Gadú (13/06), Evandro Mesquita e Arnaldo Brandão com a banda The Fabulous (20/06). The Fabulous TAB É a nova banda mais antiga das nossas vidas. O resgate das músicas dos anos 70, que tinham e tem o poder de mudar vidas. As canções que inspiraram gerações de músicos em todo mundo. The Fabulous TAB (Tropical Acoustic Band)  é lenha dessa fogueira que continuará acesa por puro prazer de conexão com uma época mágica. The Tropical Acoustic Band interpreta com versões acústicas e arranjos personalizados: Pink Floyd, Bob Dylan, Rolling Stones, Bob Marley, The Who, Led Zeppelin, Hendrix, Ray Charles, JJ Cale, Otis Redding entre outros do mesmo time. Um reencontro de amigos com a mesma cumplicidade e sintonia musical. Um disco e um show que estavam na garganta feitos com muito prazer. A banda já se apresentou em grandes eventos como Rock in Rio 2019, Fica Verão Rio, O Som da Praia Alpha FM entre outros. E agora se apresenta na Cidade das Artes dentro do projeto “Quintas Sonoras”. OS MÚSICOS: Evandro Mesquita: Ukulele, Harmônica e vocal. Arnaldo Brandão: contra baixo e vocal Billy Forghieri: teclados e vocal Miguel Bestard: violão, Gaita e vocal Fernando Fischgold: Baterista Mafram do Maracanã: Percussão SOBRE O PROJETO QUINTAS SONORAS A Cidade das Artes Bibi Ferreira lança no mês de maio, quando completa 11 anos de funcionamento, o projeto musical Quintas Sonoras com o melhor da música popular brasileira. A estreia do programa que valoriza o potencial da MPB é dia 9 de maio com o talento e a malemolência da cantora Mart’nália em Quarteto. Idealizado pela Cidade das Artes, vinculada à Secretaria Municipal de Cultura, o Quintas Sonoras mescla a nova geração da música popular brasileira com seus mestres, aliados às qualidades que o Teatro de Câmara apresenta com sua acústica primorosa, conforto, beleza e charme. O projeto traz uma versão acústica dos grandes shows de relevantes nomes da cena musical e oferece ao público uma experiência sonora intimista junto aos seus artistas favoritos. - O Quintas Sonoras foi criado pela direção artística da Cidade das Artes e para a curadoria dessa primeira edição conta com o auxílio luxuoso de Zeca Fernandes, figura carimbada no mercado fonográfico e que esteve durante 15 anos à frente do Circo Voador. O projeto foi pensado exclusivamente para o Teatro de Câmara, que tem uma acústica privilegiada e capacidade para 439 pessoas – explica a presidente da Cidade das Artes, Daniela Santa Cruz. [+] saiba mais Rodrigo Marques - Estamos Vivos | Stand Up Comedy 30/06 Outros Rodrigo Marques mostra porque é um dos maiores humoristas do Brasil. Sucesso de crítica e público, recifense leva gargalhadas para o mundo Dono de um talento único, o recifense Rodrigo Marques acumula em seu currículo diversos trabalhos que o credenciam como um dos principais nomes do humor no Brasil. Apesar do diploma de jornalista, Rodrigo está no Stand Up Comedy desde 2008 e atualmente é um dos apresentadores do programa A Culpa é do Cabral, no Comedy Central. Seu bom humor no palco já levou Rodrigo para diversas cidades do Brasil e do mundo, inclusive fazendo uma turnê com shows em Portugal, na Irlanda, na Espanha e na Inglaterra no ano de 2022. Em suas redes sociais, Rodrigo acumula milhões de seguidores e visualizações, números que aumentam diariamente devido ao reconhecimento e sucesso de público e crítica em suas apresentações. Após gravar seu segundo especial de comédia e lançar na Netflix, Rodrigo Marques retorna aos palcos com seu novo show, “Estamos Vivos”, em que reflete sobre os instintos mais básicos do ser humano e aborda, com bom humor, a perspectiva da sociedade sobre eles. Com seu vocabulário rebuscado e muita franqueza, a marca registrada do RM, Rodrigo fala dos mais variados temas sob uma nova perspectiva a partir de suas experiências. [+] saiba mais