Fundação Cidade das Artes

Memória

Memória

A Fundação Cidade das Artes é um espaço concebido para abrigar múltiplas atividades artísticas, como exposições, apresentações de dança, teatro e música. Este complexo cultural também é utilizado para palestras, oficinas, congressos, conversas com autores, lançamentos de livros e outras atividades de formação cultural e artística.

Eventos Passados

BUBA ESPINHO | Festival Fado 02/12 Música O Festival de Fado regressa ao Rio de Janeiro nos dias 1 e 2 de Dezembro. MARIZA e BUBA ESPINHO são os artistas convidados que, no seu estilo musical, apresentam o Fado e representam Portugal neste festival que une a cultura Portuguesa e Brasileira.   O programa do festival inclui: - Show de MARIZA no dia 1 de dezembro  - Show de Buba Espinho no dia 2 de dezembro E outras atividades gratuitas: - Exposição “O Fado e o Mar” - Exibição do filme “Fado” de Sofia de Portugal e Aurélio Vasques - Conferência “Saudades da Terra Firme” com David Ferreira [+] saiba mais MARIZA | Festival Fado 01/12 Música O Festival de Fado regressa ao Rio de Janeiro nos dias 1 e 2 de Dezembro. MARIZA e BUBA ESPINHO são os artistas convidados que, no seu estilo musical, apresentam o Fado e representam Portugal neste festival que une a cultura Portuguesa e Brasileira. O programa do festival inclui: - Show de MARIZA no dia 1 de dezembro - Show de Buba Espinho no dia 2 de dezembro E outras atividades gratuitas: - Exposição “O Fado e o Mar” - Exibição do filme “Fado” de Sofia de Portugal e Aurélio Vasques - Conferência “Saudades da Terra Firme” com David Ferreira [+] saiba mais Orquestra Ouro Preto: AUTO DA COMPADECIDA, A ÓPERA 29/11 a 30/11 Música ORQUESTRA OURO PRETO ESTREIA “AUTO DA COMPADECIDA, A ÓPERA” Montagem terá apresentações em São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte Uma das mais emblemáticas obras de Ariano Suassuna ganha as cores da Orquestra Ouro Preto. “Auto da Compadecida, a Ópera” é mais um passo decisivo da formação mineira que sempre prima pela excelência e versatilidade na proposição de novos repertórios. A história de Chicó e João Grilo recebe uma versão sem precedentes e reúne em palco uma verdadeira constelação para apresentar “uma ópera buffa brasileira em dois atos”. A música é original e traz a assinatura de Tim Rescala. O compositor assina o libreto junto com o maestro Rodrigo Toffolo, regente titular da Orquestra e responsável pela concepção e direção musical do espetáculo. A estreia acontece em São Paulo, nos dias 5 e 6 de novembro. Em seguida, a montagem desembarca no Rio de Janeiro, com apresentações nos dias 29 e 30 do mesmo mês. Por fim chega a Belo Horizonte em dezembro, nos dias 9 e 10. Essa é a terceira incursão da Orquestra no universo operístico e pode ser considerada um marco na maturidade da formação mineira que agora, com 22 anos de trajetória, propõe um projeto ainda mais ousado rumo a uma linguagem brasileira e popular. “A ópera é uma arte máxima em que música, teatro, figurino, cenário e iluminação se encontram. Era um sonho antigo da orquestra começar a realizar produções de óperas. Já fizemos duas, ambas em português, ‘O Basculho de Chaminé’ e ‘O Grande Governador da Ilha dos Lagartos’, projetos pioneiros que nos deram sustentação para caminhar para um desafio ainda mais inovador, mais audacioso e de grande fôlego”, avalia Toffolo. “Quando se pensa na ópera brasileira, em libretos, em histórias, ‘O Auto da Compadecida’ tem um gosto todo especial, não só pela escrita de Suassuna, não só pelo sucesso que a peça e o filme fizeram com o público brasileiro, mas pelos ingredientes que essa obra prima da literatura brasileira inspira para uma grande ópera. Estamos felizes por tentar algo novo, com DNA brasileiro. São quase dois anos de pré-projeto para trazer uma proposta para a linguagem da música de concerto”, completa o maestro.  O diálogo direto com o público, um dos pilares da produção da Orquestra, está garantido nessa ópera buffa que traz a comédia como elemento principal de sua linguagem. Para cumprir essa missão, formou-se um grande elenco em cena e nos bastidores da montagem. A direção de cena é assinada por Chico Pelúcio. No palco, grandes nomes do canto lírico brasileiro – Fernando Portari, Marília Vargas, Marcelo Coutinho, Carla Rizzi, Jabez Lima e Rafael Siano, além de um trio de atores escolhidos para dar voz e corpo ao clássico da literatura brasileira – Glicério do Rosário, Claudio Dias e Maurício Tizumba. Para abrilhantar ainda mais a produção, trazendo para o palco as raízes da obra de Ariano, o espetáculo conta com figurinos desenhados por Manuel Dantas Suassuna, artista plástico de renome e filho do escritor. Essa parceria traz ainda um maior enraizamento à montagem, agregando o olhar e a criação de quem nasceu, viveu, conhece e reconhece este universo como poucos. Em sua terceira parceria com a Orquestra Ouro Preto, Tim Rescala, que assina a música original, ressalta dois desafios: o primeiro seria se manter fiel ao eixo principal da obra, seu esqueleto, sua estrutura básica, sem corrompê-la. O segundo seria, ao mesmo tempo, gerar algo novo. Para ele “a melhor forma de se reverenciar um clássico não é sendo conservador, mas sim sendo livre, transformando aquilo que foi criado em uma outra coisa. Por isso que a gente chama a montagem de ópera buffa brasileira: ela procura ser popular, ter contato direto com a plateia, mas criando algo diferente. A gente espera ter encontrado esse novo formato”, adianta o compositor. O Maestro Rodrigo Toffolo ressalta o caráter universal da música composta para a ópera e a maneira singular que Tim tem de agregar sua assinatura a essa parceria. “O Tim tem uma escola, tem uma maneira de compor e de pensar música de cena muito diferenciada no Brasil. Um dos maiores nomes da composição nacional, a experiência teatral e de televisão que ele tem, fazem dele a pessoa ideal não só para compor essa música original, mas para trabalhar com o que a Orquestra anseia em cena. Foi um trabalho incrível do Tim, uma música belíssima. E tenho certeza de que o público vai ficar feliz com o resultado e muitos vão dizer aquela frase que tanto nos traz alegria de ouvir: ‘só a Orquestra Ouro Preto para fazer isso’”.  [+] saiba mais RIO WEBFEST 2022 | Festival Internacional de Webséries 24/11 a 27/11 Festival SEM LIMITES Festival que fez do Rio de Janeiro Capital Mundial acontece em Novembro Principal festival internacional de conteúdos dramatúrgicos para web no mundo e pioneiro no Brasil, o Rio Webfest chega a sua oitava edição, promete ser um evento diferente de todos os anteriores, e transformar o Rio de Janeiro novamente na capital mundial das webséries. Desde sua primeira edição o festival busca alcançar números maiores. Claro que tentamos equilibrar a melhora da qualidade com os recordes que desejamos, porém ao longo dos anos quem nos guiou foi a quantidade. Fizemos isso baseados naquilo que a web nos apresentava como relevante. Então, o Rio WebFest se tornou o maior evento. Temos muito orgulho disso. Mas também se tornou o principal prêmio das webséries no mundo, e entendemos que a web vem mudando. A partir desta edição a qualidade para nós será primordial e, guiados por essa nova referência, continuaremos em busca de outros recordes, mas com a certeza que faremos um novo Rio Webfest, com recortes, sem limites, o melhor de todos. - comenta Daniel Archangelo fundador do evento. Principal responsável pelo avanço do mercado de webseries no Brasil, o Rio Webfest surgiu em 2015 na zona portuária do Rio de Janeiro. Ao longo dos anos, o festival passou a abraçar todos os tipos de conteúdos voltados para web como, por exemplo, os podcasts, que estão em alta nos últimos anos. Em 2017, já na Cidade das Artes Bibi Ferreira, a terceira edição levou o evento a ser reconhecido como o maior e mais inclusivo festival de webséries do mundo. Leandro Silva, fundador do Rio Webfest nos conta que nos anos seguintes, além de manter os títulos conquistados, a iniciativa foi premiada em Berlim e Barcelona pelo investimento no mercado audiovisual, alcançando visibilidade e reconhecimento mundial. O Rio Webfest é o principal festival de Webseries do mundo e um dos mais antigos. Graças a ele, hoje temos rodadas de negócios focadas totalmente em séries digitais e o Brasil participa de um circuito internacional de web fests. O festival promove o produto audiovisual nacional e ajuda criadores a encontrar mercado fora do país. Desde a primeira edição, colecionamos histórias de sucesso de criadores brasileiros que foram diretamente selecionados para festivais da Austrália, por exemplo, e ganharam premiações em dinheiro. A parceria com o Marseille Web Fest, na França, leva anualmente um brasileiro para a residência de escritores, garantindo passagem aérea e hospedagem gratuitas. Além da exibição de 185 webconteúdos indicados a prêmios, o evento oferece palestras, masterclasses, painéis, oficinas, mesas redondas, rodadas de negócios, eventos de gala, coquetéis, networking e muitos prêmios. O Rio Webfest 2022 terá 60 categorias que vão concorrer aos troféus Zé. Vale destacar que, além de webséries e podcasts, o festival conta com categorias de filmes únicos como: VideoClipe, VideoDança, VideoArte, WebPublicidade e Teatro Filmado. Além dos troféus exclusivos, o festival também oferece premiação em dinheiro para três categorias e chancelas para festivais internacionais.  Em 2022 faremos uma divisão em nossa programação. O festival propriamente dito acontecerá de 24 a 26 de novembro, e no dia 27 de novembro teremos o Rio WebFest Awards. Nosso objetivo nos primeiros dias é criar um ambiente mais focado no encontro, na troca, no networking. E preparar, para o principal prêmio da categoria no mundo, um último dia extremamente especial. - Explica Archangelo. As principais oportunidades de monetização dos conteúdos no festival são geradas pelas rodadas de negócios. Estas são realizadas através da inscrição em uma categoria chamada Super Projeto, onde roteiros ou webséries já finalizadas, são apresentadas a players pleiteando a possibilidade de uma reunião. O super projeto permite que os criadores independentes tenham contato direto com o mercado através das rodadas de negócios e apresentação de pitching para uma banca de jurados composta por profissionais do meio audiovisual. Muitas vezes os criadores independentes são experts em contar histórias, mas tem pouca experiência de como funciona o mercado. O Super Projeto Meeting e Pitching promove esse encontro é válida a produção independente junto aos produtores de TV convencional e canais de streaming. - comenta Silva. [+] saiba mais Oficina de Teatro Inclusivo | Um reencontro com a arte 07/06 a 24/11 Arte e Conhecimento Artes cênicas, técnicas de yoga e reiki serão oferecidas, de forma gratuita, aos idosos e pessoas com deficiência intelectual. A Escola Pé na Arte apresenta a Oficina de Teatro Inclusivo, projeto que oferece aulas gratuitas para idosos e pessoas com deficiência intelectual, visando levar a cultura do teatro, além de desenvolver e ampliar as habilidades funcionais. A oficina terá início em junho e será realizada na Cidade das Artes, na Barra da Tijuca (RJ), duas vezes por semana. Sabemos que a arte teatral tem o grande poder de mudar a forma como as pessoas interagem com o mundo, desenvolvendo habilidades, promovendo integração e rompendo as barreiras sociais. Foi pensando nisso que o ator e arte educador Zecarlos Moreno, diretor da Escola Pé na Arte, criou a Oficina de Teatro Inclusivo. A partir de sua experiência com o grupo de teatro inclusivo o qual ministra aulas, e que seguiu online durante a pandemia, Zecarlos imaginou ser esse um caminho para alcançar mais pessoas, promovendo a cultura e a socialização: “Quando falamos de teatro inclusivo, estamos abordando não somente os preconceitos sociais, mas também os relacionados à idade e às deficiências intelectuais. Com a oficina visamos, através das artes cênicas, colaborar para que os alunos inscritos possam se encontrar no ambiente cultural, proporcionando autoconhecimento, equilíbrio, criatividade e entrosamento em grupo.” A Oficina de Teatro Inclusivo reforça que o acesso às artes é relevante para viabilizar a inclusão humana e para o reconhecimento das diferenças como potencialidades. Outro ponto importante é a territorialização do edital, que privilegiou projetos culturais da Zona Oeste. “A oficina estará disponível para todos, mas queremos dar preferência para alunos de Jacarepaguá, em especial aqueles que não teriam condições de pagar por um curso com esta estrutura”, conta Roger Almeida, produtor executivo do projeto. Com aulas de junho à novembro, todas as terças e quintas, das 14h às 17h, a Oficina de Teatro Inclusivo apresenta uma metodologia teórica e prática das artes cênicas com jogos teatrais, improvisação, meditação, exercícios respiratórios, técnicas de yoga e reiki, ministradas por profissionais especializados em educação inclusiva. As inscrições são gratuitas e estão abertas na plataforma Sympla. O projeto conta com patrocínio da Secretaria Municipal de Cultura e apoio cultural da Cidade das Artes. Oficina de Teatro Inclusivo, transformando vidas através da Arte. [+] saiba mais Mosaico Fernando Pessoa 12/11 a 20/11 Teatro Mosaico – Fernando Pessoa é um espetáculo concebido não apenas para homenagear um dos maiores poetas do século XX, expoente consagrado da literatura portuguesa, mas, principalmente, para tentar decifrar o homem que foi capaz de se multiplicar em vários e, assim, apresentar a magnitude e o universo plural de sua obra, estreitando a sua relação com o público, ao apresentar elementos centrais e pouco difundidos de sua obra. O espetáculo correlaciona os questionamentos presentes em suas diferentes visões de mundo, que se revelam nos versos assinados por seus heterônimos e pelo próprio Pessoa, às dinâmicas socioculturais presentes em nossos contextos atuais. Com enfoque maior conferido aos três principais heterônimos criados por Pessoa: Alberto Caeiro, Ricardo Reis e Álvaro de Campos e ao seu semi-heterônimo Bernardo Soares, um mosaico vai se formando, onde podemos ver esboçada a figura do grande poeta que os criou. Em uma abordagem costurada por elementos sensoriais, o espetáculo “ Mosaico Fernando Pessoa”, apresenta trechos de poesias, textos, fotografias, além de referências imagéticas, como forma de retratar as várias personas do poeta português. De forma dinâmica, o público é conduzido aos aspectos íntimos que influenciaram sua produção literária, tornando mais leve e explícito o reconhecimento de suas diferentes facetas, assim como a identificação do público com os contextos trazidos em seu legado. Talvez porque estivesse adiantado no seu tempo, Pessoa falou uma linguagem mais próxima dos tempos atuais do que aquela do tempo em que vivia. Por isso, o espetáculo busca criar uma relação de proximidade de sua obra, de modo a perceber Pessoa – e a poesia no geral – não como algo elevado e distante, mas que possa entrar em diálogo com nossos atuais contextos culturais.  O espetáculo é conduzido ao vivo através da música do pianista Tomás Medeiros de Souza, com produção musical da pianista Elenise Bandeira de Mello, com obras de Beethoven, Chopin, Liszt entre outros.  [+] saiba mais NINGYŌ: Arte e Beleza da Boneca Japonesa | Exposição 07/10 a 19/11 Arte e Conhecimento Consulado do Japão no Rio apresenta exposição internacional na Cidade das Artes Bibi Ferreira A palavra japonesa para boneca é NINGYŌ que, ao pé da letra, significa “forma humana”. Através destas formas, a cultura japonesa celebra sua história e folclore sob quatro olhares diferentes: símbolos de oração pelo crescimento saudável das crianças; ricos ornamentos representativos das belas-artes; arte popular e artesanato; e toda a diversidade da cultura pop. De 7 de outubro a 19 de novembro, o Consulado-Geral do Japão no Rio de Janeiro apresenta na Cidade das Artes Bibi Ferreira a exposição NINGYŌ: Arte e Beleza da Boneca Japonesa, um oferecimento da Fundação Japão. Esta exposição itinerante já correu o mundo e chega pela primeira vez ao Rio de Janeiro, trazendo obras que retratam a delicadeza e maestria da boneca japonesa e tudo o que ela representa. Também serão oferecidas oficinas culturais de origami (dobradura de papel) e mangá. No dia 7 de outubro, a partir das 16h, haverá visita guiada e bate-papo sobre os costumes japoneses representados pelas bonecas desta exposição. Esta realização faz parte do MÊS DO JAPÃO, uma série de eventos culturais sob a tutela do Consulado-Geral do Japão no Rio de Janeiro.  Sobre a Fundação Japão A Fundação Japão é uma organização vinculada ao Ministério dos Negócios Estrangeiros do Japão, estabelecida em 1972, com o objetivo de promover o intercâmbio cultural e a compreensão mútua entre o Japão e outros países. Saiba mais em https://fjsp.org.br/   Realização Consulado-Geral do Japão no Rio de Janeiro | Fundação Japão | ArtBrasil Logística | Prefeitura do Rio de Janeiro   [+] saiba mais Nico Rezende Jazz Quintet | Clássicos do Jazz 19/11 Música Há 35 anos Nico Rezende é sinônimo de sucesso no cenário musical Brasileiro. O artista, ao longo da carreira, como cantor, tecladista e violonista, participou como músico, produtor e arranjador de álbuns de Cazuza, Marina, Lulu Santos, Roberto Carlos, entre muitos outros. Depois do sucesso no Rio das Ostras Jazz Festival, o cantor e compositor participou em 2022 do circuito SESC Festival Jazz e Blues em Búzios e em Paraty com seu show, Nico Rezende Jazz Quintet - Clássicos do Jazz. No repertório, os amantes do jazz poderão conferir músicas de artistas como Chet Baker, Cole Porter, Ira e George Gershwin, Richard Rodgers, Lorenz Hart, entre outros. O show tem como característica marcante o estilo jazz pop com improvisos melódicos interpretados por Nico Rezende, em uma homenagem aos grandes compositores do Jazz. Nico Rezende Jazz Quintet: Nico Rezende (piano e vocal); Vander Nascimento (trompete); Fernando Clark (Guitarra); Alex Rocha (contrabaixo acústico) e André Tandeta (bateria). [+] saiba mais Contação de história e Tarde de autógrafos 19/11 Arte e Conhecimento A Maple Bear Freguesia realizará a tarde de autógrafos dos livros escritos pelos seus alunos e também teremos contação de história -  A MENINA BONITA DO LAÇO DE FITA - de Ana Maria Machado em comemoração ao Dia da Consciência Negra. [+] saiba mais BORA RIR | SHOW DE STAND UP COMEDY 18/11 a 16/11 Teatro BORARIR STAND UP COMEDY " SHOW DE STAND UP COMEDY" O “BORA RIR” CONTINUA COM A TEMPORADA 2022 COMÉDIA STAND-UP NA CIDADE DAS ARTES BIBI FERREIRA. O mês de Novembro na CIDADE DAS ARTES ARTES BIBI FERREIRA segue com muito bom humor! O espetáculo de comédia stand-up BORA RIR(@borarirstandup) continua sempre às sextas-feiras, na Cidade das Artes, apresentando novos talentos do humor brasileiro a cada semana, com direção de PAULINHO SERRA. O Bora Rir O Bora Rir é um projeto de stand-up comedy itinerante. A ideia é ocupar todo o Rio de Janeiro com os melhores humoristas do cenário nacional, valorizar a cena carioca e servir de palco para revelação de novos talentos. Sempre um show diferente. Bora lá! Bora Rir! O elenco desta noite traz show dos fenômenos do stand-up comedy como: Gui Albuquerque, Cris Pompeo, Marcela Lahaud e Romarinho Ferreira.   SOBRE GUI ALBUQUERQUE Tijucano, ator, humorista, roteirista, produtor e… Gago! O que seria um impedimento para a vida artística hoje é o seu diferencial. Gui, começou no teatro e logo se encontrou no stand-up comedy. Sua estreia nos cinemas foi em “Os Espetaculares” de Andre Pellenz. Atualmente faz parte do “Coletivo Impermanente”, dirigido por Marcelo Várzea e é colaborador da revista de humor “Minhocazine”. Além disso escreve, produz, dirige, atua e edita conteúdos de humor para suas redes sociais. Todas as quartas comanda o seu show “Bora Tijucar” no Brewteco da Tijuca onde recebe novos talentos e grandes nomes da comédia. SOBRE CRISTIANA POMPEO Atriz, comediante e cantora. Cristiana se formou na CAL (Casa das Artes de Laranjeiras). Integrou o elenco do programa “Tv Xuxa ”em 2005 (Rede Globo), como atriz e dubladora. Como cantora, gravou diversas paródias musicais para o programa “Casseta e Planeta” (Rede Globo) ao longo de 3 anos. Esteve no elenco dos musicais “Um violinista no telhado”(2011), “O Mágico de Oz”, com Lúcio Mauro Filho e Maria Clara Gueiros(2012), “Como vencer na vida sem fazer força”, com Luiz Fernando Guimarães e Gregório Duvivier (2013),“Os Saltimbancos trapalhões (2015), com Renato Aragão e Dedé Santana, todos dirigidos pela dupla Charles Möeller e Claudio Botelho. Em 2016, atuou no musical “Como eliminar seu chefe” (Teatro Carlos Gomes) e “Cinderella” (musical também da Broadway, dirigida por Möeller e Botelho), onde foi indicada ao 5º prêmio Botequim Cultural como melhor atriz coadjuvante, pelo papel de “Gabriele”. Em 2018, fez “Pippin” (Moeller & Botelho), onde foi indicada pelo Prêmio Reverência como melhor atriz coadjuvante pelo papel de Catharina. Também é co-criadora e atriz do espetáculo musical “O meu sangue ferve por você”, estando há 7 anos em cartaz, tendo recebido ótimas críticas. Também participou do primeiro longa-metragem “Minha mãe é uma peça” (Paulo Gustavo). Desde 2009 fez parte do elenco fixo do programa humorístico “Zorra Total” (direção de Maurício Sherman) e também do programa “Zorra”, sob direção de Marcius Melhem e Maurício Farias. Seus últimos trabalhos na Rede Globo foram na série “A cara do pai” (2016), onde atuou ao lado de Leandro Hassum e na novela “Deus salve o rei” (2018), com direção de Fabrício Mamberti. Recentemente atuou no elenco fixo dos humorísticos, “A Vila” e “Treme Treme”, ambos do Multishow.   SOBRE MARCELA LAHAUD Marcela Lahaud - Como humorista, Marcela se diz uma excelente especialista em viagem. Pois foi assim que ela iniciou sua carreira no youtube: após trabalhar como consultora de intercâmbio e viajar para mais de 30 países, em 2014, a então estudante de Relações Internacionais da UFRJ, começou a postar vídeos com a temática de viagem no seu canal do youtube "Embarque Imediato". Ao longo da sua carreira como influenciadora, Marcela foi chamada para participar de produções de conteúdo para diversas plataformas, com alcance tanto nacional quanto internacional. Entre eles podemos citar sua participação no filme, que foi para os cinemas de todo Brasil e hoje está em cartaz na Netflix, “Amor.com” (2016) protagonizado por Ísis Valverde, e a versão brasileira do clipe musical  “Blow That Smoke” (2019) do Major Lazer. E mesmo antes de dar iniciar a sua carreira como comediante, teve a oportunidade de trabalhar ao lado de grandes nomes do humor, como: Leandro Hassum, Ed Gama, Estevam Nabote, Fernando Muylaert, Ulisses Mattos, Sil Esteves, Mhel Marrer e muitos outros. Seu destaque se deu principalmente por conta das suas participações nos quadros de humor  "UTC: Não Pode Rir" e "Jornal Não Pode Rir" do canal  "Castro Brothers"do Marcos Castro, e em jogatinas no canal "De Quem É a Vez" do Rafael Studart. Após quase uma década sendo incentivada por seus colegas, e até mesmo alguns ex-cônjuges, a entrar no mundo do stand up, foi só no final de 2020 que Marcela realizou o curso dos humoristas Pedro Pan e Bruna Campello "7 passos para montar seu show de humor". E no show de encerramento do curso, no dia 15/12/2020, finalmente subiu ao palco com os seus primeiros 5 minutos. De 2020 para 2021 Marcela largou a carreira da família no ramo de varejo, o status civil de “casada” para “divorciada”, metade do cabelo fora, sua casa própria em Teresópolis, para virar uma nômade dos palcos. Desde então aproveita toda oportunidade que tem para contar a história de como a menina que seguia a risca a cartilha da família tradicional brasileira, viveu histórias que nem ela mesma acredita, e se descobriu ao se tornar a anti-heroína do movimento das belas, recatadas e do lar.   SOBRE ROMARINHO FERREIRA Através do teatro, a arte faz parte da vida de Romarinho Ferreira desde muito cedo. Natural de Bahia reside em São Paulo, atua como comediante, roteirista e ator, sendo considerado um dos grandes nomes expoentes da nova geração da comédia. No stand up comedy desde 2016, o artista traz temas como rotina, sexualidade, viagens, cultura negra, conselhos amorosos e de vida. Atualmente o artista se apresenta com textos autorais em comedy clubes de SP e região. O artista faz parte de dois grandes grupos de comédia, o Guetto composto por Yuri Marçal, Jhordan Matheus e Felipe Ko e o Fofoca Comedy com Felipe Kot e Guilherme Junior. FICHA TÉCNICA Obs.: O elenco está sujeito a mudanças sem aviso prévio. Fique atentoaos canais de comunicação oficiais para possíveis alterações. Grato pela compreensão.   Direção Artística: Paulinho Serra Direção Executiva: André Binnios Produção Executiva: A Costa [+] saiba mais XI Semana Internacional de Música de Câmara 12/11 Música Na segunda semana de novembro, acontece a XI Semana de Música de Câmara do Rio de Janeiro. Ao todo serão três concertos e onze músicos. O evento é promovido pela produtora Brasil Classical e tem a direção artística de Simone Leitão, uma das mais renomadas pianistas da atualidade. Durante 10 anos, a SIMC Rio vem oferecendo uma experiência única de aproximação com o público através da intimidade. O festival já trouxe para o Brasil dezenas de intérpretes dos mais variados instrumentos e vozes de mais de 30 países diferentes, além de revelar grandes talentos brasileiros. Alguns dos destaques da edição deste ano são os músicos da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo tocando junto com os músicos da Orquestra Sinfônica Brasileira, o violinista Daniel Guedes, a grande violinista austro-húngara Edua Zadory e a pianista Simone Leitão. Encerramento será no Teatro de Câmara da Cidade das Artes. [+] saiba mais Orquestra Sinfônica Brasileira | Série Músicos da OSB 05/11 a 06/11 Música Ministério do Turismo e Instituto Cultural Vale apresentam: Duo de Flauta e Piano é a atração da Orquestra Sinfônica Brasileira dia 5 e 6 de novembro, na Cidade das Artes Concerto integra a Série Músicos da OSB e contará com os músicos Alexis Angulo (flauta) e Maria Gabriela Chacón Gamarra (piano) Um duo formado pelo flautista Alexis Angulo e pela pianista Maria Gabriela Chacón é a atração que a Orquestra Sinfônica Brasileira leva ao palco do Teatro de Câmara, na Cidade das Artes Bibi Ferreira nos dias 5 e 6 de novembro. No programa, que integra a Série Músicos da OSB, obras de Kuhlau, Tchaikovsky, Chaminade e Jolivet. A apresentação de domingo será no formato Concertos para a Juventude – récitas de caráter didático com ingressos a preços populares. [+] saiba mais BORA RIR | Relíquias da Comédia 04/11 a 03/11 Teatro O “BORA RIR” CONTINUA COM A TEMPORADA 2022 COMÉDIA STAND-UP NA CIDADE DAS ARTES BIBI FERREIRA. O mês de novembro na CIDADE DAS ARTES BIBI FERREIRA segue com muito bom humor! O espetáculo de comédia stand-up BORA RIR(@borarirstandup) continua sempre às sextas-feiras apresentando novos talentos do humor brasileiro a cada semana, com direção de PAULINHO SERRA. O Bora Rir O Bora Rir é um projeto de Stand-Up Comedy itinerante. A ideia é ocupar todo o Rio de Janeiro com os melhores humoristas do cenário nacional, valorizar a cena carioca e servir de palco para revelação de novos talentos. Sempre um show diferente. Bora lá! Bora Rir! O elenco desta noite traz Relíquia da Comédia: Cláudio Torres Gonzaga, Bia Guedes, Pedro Benevides, João Raphael e Jamerson Andrade. SOBRE CLAUDIO TORRES GONZAGA Claudio Torres Gonzaga é um dos precursores da comédia stand-up no Brasil. A frente do Comédia em Pé, o primeiro grupo de stand-up brasileiro desde 2005, Claudio foi responsável pela revelação e consolidação da carreira de muitos comediantes. Fizeram parte do grupo, nomes como: Fábio Porchat, Murilo Couto, Fernando Caruso e Leo Lins. Além desses comediantes, outros nomes importantes do humor dividiram o palco do Comédia em Pé: Danilo Gentili, Diogo Portugal, Mauricio Meireles, Rafinha Bastos, Dani Calabresa, Fabio Rabin e Thiago Ventura, só pra citar alguns. Claudio Torres Gonzaga também esteve no comando das principais atrações de humor da Rede Globo durantes 20 anos em programas como: Grande Família, Zorra Total, Sob Nova Direção, Divertics, Caras de Pau entre outros. No cinema escreveu comédias com Leandro Hassum, Tom Cavalcanti, Whindersson Nunes, Tirulipa e Rafael Portugal em filmes como Os Parças 1 e 2, Vestido pra Casar e Juntos e Misturados. SOBRE BIA GUEDES Nos trabalhos mais recentes estão a série Filhas de Eva que está no ar na globoplay e acaba de ser exibido na Rede Globo nesse ano de 2022. Fez parte do elenco da novela Novo Mundo, vídeos nos canais Porta dos Fundos, Parafernalha e as peças Cariocaos, Uma fortuna pra Dois, Ela é Meu Marido, Era pra ser um Stand-up e Mundo Ideal. Finalista do Prêmio Multishow de Humor, atuou nas novelas Jóia Rara, Morde e Assopra, Salve Jorge, Império e em séries como A Grande Família, Amor e Sexo, Tapas e Beijos, entre outros. No cinema integrou o elenco do filme Minha Mãe é uma Peça 2, de Paulo Gustavo e De Pernas pro Ar 3 de Ingrid Guimarães. Fez parte do elenco de peças como Boca Rosa a Peça, Surto, Novela Brasil, Terapia do Riso, Pequenos Poderes e integrante do elenco do coletivo Clube da Cena. Foi vencedora do Prêmio Oscarito de melhor atriz no Festival Internacional de Humor do Rio de Janeiro, Prêmio Elizabeth Savalla de melhor atriz no Festival de Resende e como melhor atriz coadjuvante no Festival Nacional de Teatro de Juiz de Fora. SOBRE JOÃO RAPHAEL Comediante e roteirista com carreira iniciada em 2019, ano em que produziu e se apresentou no Rock'n Hostel Comedy ao lado do comediante Pedro Benevides. Com dezenas de apresentações na cidade e no estado do Rio de Janeiro, é integrante do espetáculo de comédia stand-up "GENGIBRE" com os comediantes Pedro Benevides e Matheus Mad. Produziu e se apresentou na noite de comédia "Snoop Toddy convida" em São Gonçalo - RJ. Produziu o Podcast "Barca Furada" em 2022.   SOBRE JAMERSON ANDRADE Nordestino e imigrante no Rio de Janeiro, engenheiro por profissão, artista e produtor cultural de coração. Iniciou sua carreira como produtor teatral com a peça 5 Mulheres por Um Fio, que rodou o Brasil entre 2010 e 2018. Em seguida, deu seu primeiro passo como produtor diretor e roteirista do programa Sabores do Sol, no YouTube, estrelado pela apresentadora e atriz Solange Couto, visto por mais de 500 mil pessoas na primeira temporada. Na pandemia, projetou-se como ator com vídeos de humor na internet e alcançou um público somado de 1 milhão de pessoas. Hoje, como produtor de um dos hotéis mais lindos do Rio de Janeiro, produz eventos badalados com grandes artistas e personalidades cariocas. Atualmente, estreia no stand-up comedy depois de seus vídeos ganharem força na internet. [+] saiba mais BORA RIR | Vem morrer de rir! 28/10 Outros O “BORA RIR” CONTINUA COM A TEMPORADA 2022 COMÉDIA STAND-UP NA CIDADE DAS ARTES BIBI FERREIRA.   O mês de Outubro na CIDADE DAS ARTES BIBI FERREIRA segue com muito bom humor! O espetáculo de comédia stand-up BORA RIR(@borarirstandup) continua às sextas-feiras, na Cidade das Artes, apresentando novos talentos do humor brasileiro a cada semana, com direção de PAULINHO SERRA.   O Bora Rir O Bora Rir é um projeto de stand-up comedy itinerante. A ideia é ocupar todo o Rio de Janeiro com os melhores humoristas do cenário nacional, valorizar a cena carioca e servir de palco para revelação de novos talentos. Sempre um show diferente. Bora lá! Bora Rir! O elenco desta noite traz os fenômenos da comédia carioca como: Felipe Rugeri, Matheus Moura, Lara Xavier, Cadu Manhães, Carol Zanqui e participação especial da Alice Aulanier.   SOBRE FELIPE RUGGERI Imitador nato, ator, jornalista e humorista, começou no teatro “o tablado”, passou por grandes companhias de humor, como comédia em pé e dezimprovisa. Na tv se destacou no Multishow, em treme treme, no Domingão do Faustão, com o saco de risadas e também está no canal Comedy Central com república do stand-up. Ruggeri é radialista e trabalha há 8 anos na rádio Mix rio fm, no programa esportivo “de primeira”. Foi comentarista do SBT Esporte Rio de 2018 a 2020 onde se destacou pelo jeito irreverente e pelas imitações. Na internet, participou de diversos vídeos e séries do canal Porta dos Fundos. Há pouco tempo criou sua própria companhia de humor, manda risos, com apresentações em São Paulo e Rio de Janeiro. Felipe Ruggeri também foi o narrador oficial do canal GNT por 10 anos e hoje tem seu canal no youtube onde faz vídeos de humor, além de lives quase que diárias.   SOBRE CADU MANHÃES O professor Cadu Manhães, além de ensinar história também conta estórias de humor sobre seu cotidiano e entrou no mundo da comédia por estímulo de seus alunos que sempre lhe disseram: “Podemos não lembrar do que ensinou, mas a gente ri um bucado!”   SOBRE LARA XAVIER Atriz formada pelo curso técnico Nu, espaço graduada, em Bacharel em Teatro pela CAL (Casa das Artes de Laranjeiras), pós graduanda em direção teatral e comediante de Stand-Up Comedy, vem se destacando no cenário, já participou de diversos eventos, festivais, campeonatos e noites com jogos de improviso. Lara fala de suas rotinas do dia a dia, suas relações amorosas, suas frustrações e um diferencial, acrescenta música em seu show, ela toca um ukulele, um instrumento tão pequeno quanto ela.   SOBRE CAROL ZANQUI Atriz e humorista paulistana, residente no Rio de Janeiro. Elenco do grupo de improviso Risotrio que tem um programa semanal nas plataformas da Rádio Globo. Integrante do grupo de humor Joke News. Realizou participações em esquetes do canal Porta dos Fundos e faz shows de stand-up comedy em noites de humor.   SOBRE ALICE AULANIER (@alicinhanobrasil) é francesa. Ela veio fazer intercâmbio de engenharia civil no Brasil em 2018 e se apaixonou pelo país. Esse ano, deixou seu emprego de engenheira de obras em Paris para viajar o Brasil de mochilão e contar as suas histórias de viagens nos palcos de comédia brasileiros.   FICHA TÉCNICA Obs.: O elenco está sujeito a mudanças sem aviso prévio. Fique atento aos canais de comunicação oficiais para possíveis alterações. Grato pela compreensão. Direção Artística: Paulinho Serra Direção Executiva: André Binnios Produção Executiva: A Costa [+] saiba mais @CESSO 2022 | Workshop de produção em eventos culturais 24/08 a 26/10 Arte e Conhecimento As ações de webconteúdo ligadas ao Rio WebFest possibilitam que tenhamos um panorama anual de cerca de 4.000 conteúdos. Através deste recorte mapeamos novos modelos de produção, comunicação, representatividade e networking. Assim criamos uma metodologia para formação de lideranças. Dez encontros, agendados por três meses, nos quais debatemos os princípios do Empreendedorismo Digital. Nosso desejo é que cada aluno venha a ser um vetor de empreendedorismo dentro de suas comunidades. O Projeto @cesso nasceu em 2018, em parceria com o setor de Arte Educação, como contrapartida do Rio WebFest à Cidade das Artes. Em 2022 realizaremos a 5º Edição. Pré-Inscrições: 05/08 a 19/08 30 vagas Link: https://forms.gle/jVdsmsWtqqa5gyjt7   Chamada dos participantes selecionados: 20/08 a 22/08 Data de Início do projeto: 24/08/2022 - 10 encontros de 3h30 Horário: 09h às 12h30 Em parceria com a Cidade das Artes, o maior festival internacional de webseries do mundo - Rio WebFest, apresenta a chamada para quinta turma do projeto @cesso, um curso de qualificação com o objetivo de instrumentalizar pessoas com noções inicias de produção em eventos culturais através dos princípios do empreendedorismo digital. Todos os alunos receberão passaportes para os eventos do festival que acontece na Cidade das Artes em novembro. Os alunos receberão certificado de participação que será entregue na Abertura Oficial do evento, além de haver uma seleção de talentos para integrar a equipe do Rio WebFest 2022. O Projeto atenderá prioritariamente jovens provenientes das comunidades carentes da Zona Oeste, mas está aberto a inscrições de todo município do Rio de Janeiro. É importante informar se houver casos de necessidades especiais para avaliarmos e nos prepararmos para uma possível adaptação das aulas ao aluno. O fundador do Rio Webfest, Sp WebFest e Rio Web Mercado, Daniel Archangelo, estará à frente do @cesso. Daniel também é proprietário da Dendrobates Cultura, é diretor formado pela Escola de Comunicação da UFRJ e ator formado pela Escola de Teatro Martins Pena, sócio da Charlote Produções Culturais e da Tentáculos Espetáculos.   Bonificação aos participantes: > Mentoria com profissionais do mercado, autoridades e empresários. > Certificação de conclusão recebido no palco da Abertura Oficial do Rio WebFest. > Destaques da turma são convidados a integrar a equipe do Rio WebFest em novembro. Equipe Auxiliar Glenda Severo - Diretora de Comunicação em eventos. Palestrantes Leandro Silva - Audiovisual Douglas Vidal - Estratégias e Recursos Beatriz Santa Rita  -  Iluminadora e Produtora. Deuza Souza - Composição de Equipe. Conteúdo Encontro 1 - Realização Encontro 2 - Produção Encontro 3 - Comunicação Encontro 4 - Imagem Encontro 5 - Dinheiro e Recursos Encontro 6 - Liderança  Encontro 7 - Linguagens Encontro 8 - Projetos Encontro 9 - Mentoria  Encontro 10 - Ações Resultados Esperados Cada indivíduo que faz o projeto torna-se um agente potencial de transformação e realização. Instrumentalizado com as diretrizes do empreendedorismo, e ciente das ferramentas de criação de conteúdo, irá reverberar estes conhecimentos em seus projetos e em suas comunidades. Mais detalhes sobre o evento: (21) 3325-0448 [+] saiba mais Canto das Artes | Oficina de Canto Coral 07/06 a 25/10 Arte e Conhecimento A Oficina Coral Canto das Artes tem como principal foco desenvolver a musicalidade e promover o bem-estar dos seus integrantes e o repertório é voltado para a MPB, Samba e Bossa Nova. Muitos corais de desfizeram durante a pandemia mas o Canto das Artes, apesar de algumas baixas, se manteve firme e o período de junho a outubro de ensaios na Cidade das Artes é um convite para que as pessoas voltem a cantar em coros e para quem nunca participou, que venha conhecer a felicidade de cantar em grupo.  Não é necessária experiência. História da Oficina Coral Canto das Artes A oficina nasceu em setembro de 2018 como parte integrante da escola de música Mi La Música, ligada a Associação de Amigos da Cidade das Artes, e realizou apresentações na Cidade das Artes, no Barra Shopping e no evento Urban Hacking, promovido pelo Sebrae. Durante a pandemia e na impossibilidade de ensaiar de forma presencial, a Oficina Coral operou de forma online, de março de 2020 a maio de 2022, focando no desenvolvimento individual dos coralistas durante os ensaios. Foram usados aplicativos que possibilitaram que os alunos participassem das aulas em grupo, praticando técnicas vocais e fazendo gravações online dos seus naipe e o resultado final foi a gravação de dois clipes musicais e um documentário sobre a história do grupo, a importância da pratica coral na vida dos integrantes e principalmente durante a pandemia. Regente e Professor André Miranda Cantor, arranjador e regente coral. Formado em Licenciatura em Música pela Unirio, e Regência Coral pela Pro-Arte. Foi integrante do grupo vocal Ordinarius, com o qual gravou três discos. Como regente, está á frente do Coro Oficina de Canto APABNDES, Glee Club, Quarteto TPM e Canto das Artes, além de ministrar todos os anos oficinas de canto coral no SESC Rio. Participou de festivais corais no Brasil e no exterior, como o Cantapueblo (Mendoza/ARG), FEPAC (João Pessoa/PB), Cantáguas (São Lourenço/MG) e o Festcoros Bahia (Salvador/BA). Como arranjador, escreveu para diversos coros e grupos vocais. Coordenadora Mila Schiavo Graduada em percussão pela Berklee College of Music (Boston/EUA), Mestrado em Administração pela PUC RJ e MBAs em Gestão Pública e Agenciamento Cultural pela Fundação CECIERJ – SEC/RJ e em Gestão Empresarial pela PUC/RJ Produtora Cultural: Vencedora do edital FOCA 2022 com o projeto Visitinha nas Artes, atualmente em cartaz na Cidade das Artes. Abriu sua escola, Mi La Musica, e durante a pandemia criou os cursos The Brazilian Virtual Choir Lab (Laboratório de Coral Virtual Brasileiro) e o Bossa Nova BootCamp, programas online de imersão cultural na música brasileira voltado para alunos estrangeiros. O curso já teve alunos da Austrália, EUA, França, Holanda, Itália e Brasil. Além dos cursos internacionais, a escola tem cursos de percussão, bateria, Canto Coral, entre outros. Reconhecida no meio musical, Mila Schiavo trabalhou com Roupa Nova, Barão Vermelho, Leny Andrade, The Brooklyn Philharmonic Orchestra, Titãs, Iza, Guilherme Arantes, David Byrne, Howard Levy, Paulo Moura, Virgínia Rodrigues, Caetano Veloso, Nelson Motta, Vinicius Cantuaria, Nico Rezende, Bebel Gilberto, Antonio Adolfo, Roberto Gnattali, entre outros.   Aprovada pela LIESA para atuar como julgadora no quesito bateria nos desfiles das Escolas de Samba do Grupo Especial no Carnaval 2022. Foi a primeira vez, em 90 anos de desfiles, que uma mulher julga o quesito bateria.  Pioneira na divulgação e ensino da percussão no Rio de Janeiro, foi produtora do Festival de Percussão da UERJ no ano 2000, o primeiro no gênero no Rio de Janeiro e fundou no mesmo ano a primeira escola de percussão e bateria da cidade, a Maracatu Brasil.   [+] saiba mais Xexelento da Peri | Movimento Cultural 24/10 Arte e Conhecimento Apresentado pelo poeta Bruno Black, o programa Xexelento da Peri vai ao ar toda segunda-feira, trazendo como tema a divulgação do dom de pessoas da periferia ou que merecem visibilidade, podendo estes, serem ligados a artes ou não. O nome Xexelento da Peri, é justamente uma alusão ao fato de a sociedade em sua maioria, julgar as pessoas pelas roupas que elas vestem, por seu poder aquisitivo, ou por seu local de origem, muitas vezes não dando a oportunidade de essas pessoas mostrarem os seus dons. Quebrando esses paradigmas, o programa Xexelento da Peri, traz a oportunidade dos artistas, mostrarem não só o seu trabalho, mas o que trazem dentro de seus corações, e mostrarem ao mundo, que se você tem um dom, não importa de onde você venha, você pode ser o que, ou quem você quiser! Se tens um dom, seja! Programa Xexelento da Peri Em 2018 criei a ideia de fazê-lo, com o intuito de dar voz e oportunidade a aqueles que assim como eu, enfrentam no dia a dia e sentem na pele a dificuldade que é viver da arte, principalmente vindo da periferia. O Xexelento começou como um programa de rádio TV, dentro do Hospital Nise da Silveira no RJ, na Rádio Revolução, em 8 de janeiro de 2018 iniciando assim, um dos movimentos culturais da cidade maravilhosa mais agregadores, acolhedores e visionários. Começando com pé direito, já na estreia o programa contou com a participação de artistas nacionais e internacionais. Reunindo de 30 até 60 artistas ao mesmo tempo, as segundas-feiras, o Xexelento da Peri já chegou a ter picos de audiências de 20 até 80 mil pessoas assistindo, e não só nas comunidades do Rio de Janeiro, mas em outros estados e até outros países, mesmo sendo e tudo gravado do seu celular, como é feito atualmente e transmitido através da minha página no facebook. Após o sucesso do programa e as proporções tomadas por ele, resolvi então ampliar o Xexelento da Peri levando o programa pelas cidades por onde passo fazendo a divulgação dos meus livros, dando assim as pessoas dos locais a oportunidade de mostrarem seu trabalho, e seus dons, tornando o projeto itinerante, percorrendo diversas cidades pelo Brasil, e conquistando os corações dos artistas e do público. O programa não possui fins lucrativos, então é realizado com doações e disponibilidade de apoiadores locais por onde passo, tendo assim um acolhimento incrível de pessoas que acreditam em oportunidades, e nos recebem sem cobrar nenhum centavo: Cidade das Artes, Nordeste de Amaralina, Comunidade da Vila Kenedy e do Fumacê, Kafofo, Pizzaria Dênis Burguer, Biblioteca Parque, Museu de Arte do RJ, Biblioteca Adelpha Figueiredo, Lar Fabiano de Cristo e muito mais... Reunindo atores, cantores, palhaços, dançarinos, todas as expressões possíveis e reais, realizamos com o programa uma rede não só de divulgação, mas também de união, dessas pessoas que lutam e se conectam pela arte, e por amor à arte, não importando idade, gênero, cor, ou o lugar de onde você vem. Mesmo não tendo o hábito de trazer pessoas famosas ou já conhecidas, já tivemos alguns artistas que marcaram nossas vidas por acreditarem no projeto e assim participarem junto conosco como: Júlio Ludemir (Idealizador da Festa Literária das Periferias), Eliana Alves Cruz (Uma das Autoras negras mais faladas do Brasil), Luciano Vidigal (Um dos cineastas periféricos mais bem sucedidos do Brasil) e Jairo Bonfim (Cantor famoso do mundo gospel) dentre tantos outros. SOBRE O BRUNO Nascido em 01 de junho de 1981, na comunidade do Fumacê em Realengo-RJ, me chamo Bruno Santos da Silva, sou poeta e apresentador do programa! Conhecido por meu nome artístico Bruno Black, vivo dos lucros arrecadados com as vendas dos livros de minha autoria. Tendo 13 livros publicados e dois em processo de criação, iniciei minha história literária em 1995, quando o meu melhor amigo de adolescência, Cleber Melo, me convidou para escrever o meu primeiro texto em forma de poesia, de lá pra cá, me apaixonei pela escrita, descobrindo assim o meu dom. Hoje além de poeta, apresento os programas “Xexelento da Peri”, e “Tô com Bruno Black”, além de atuar como Agente literário e Produtor Cultural. Participei como autor de 11 Bienais Internacionais do Livro, entre elas a Bienal de São Paulo e do Rio de Janeiro, e diversas feiras literárias, como o Festival Internacional de Literatura de Inverno em Cabo Frio e o Festival 6 continentes, tendo hoje exemplares dos meus livros sendo vendidos internacionalmente. No Projeto Poesia Agora, tive minha poesia, (Minha voz...Meu Silêncio), exposta no lendário Museu da Língua Portuguesa, em São Paulo em 2015, e em 2017 na Caixa Cultural da Bahia, minha poesia, (Beijo Roubado), atraiu o olhar da grande Maria Bethânia, me proporcionando a oportunidade de conhecê-la pessoalmente; além de ter conseguido a atenção da cantora Sandra de Sá ao recitar minha poesia de periferias (Apaga a Luz anoiteceu a sua alma!). Apresentei-me no Museu da República do Rio de Janeiro, no III Encontro de Poetas da Língua Portuguesa onde une África, Brasil e Portugal na literatura, Sarau dos Vergueiros no Teatro em homenagem aos negros, recitando com piano ao lado do Dudu e muito mais... [+] saiba mais Quarteto Atlântico | Concerto 22/10 a 23/10 Música Concerto do Quarteto Atlântico, quarteto de cordas formado por dois violinos, viola e violoncelo. Essa apresentação leva ao público um repertório marcante, com momentos de muita emoção, beleza e intensidade. Um encontro de renomados músicos do cenário nacional com preços populares. Quarteto Atlântico Violinos: Ivan Scheinvar e Thiago Teixeira Viola: Luiz Felipe Ferreira Violoncelo: Bruno Valente Programa: Quarteto No. 2, em Lá menor, Op.13 - Felix Mendelssohn IV. Presto - Adagio non lento Bachianas Brasileiras No. 5 - Heitor Villa-Lobos Ária - Cantilena Quarteto No. 14, em Ré menor, D.810 "Morte e a Donzela" - Franz Schubert I. Allegro II. Andante con moto III. Scherzo: Allegro molto IV. Presto [+] saiba mais O que ensinar às crianças: conselhos de uma mãe filósofa | Palestra 21/10 Arte e Conhecimento O QUE ENSINAR ÀS CRIANÇAS? Mergulhados em tanta confusão deste momento histórico, muitas vezes não sabemos como lidar com a Educação dos pequenos... A FILOSOFIA PODE AJUDAR! A professora e filósofa Lúcia Helena Galvão vai nos falar sobre o que os sábios de várias tradições nos deixaram como legado para a Educação, em um evento voltado para pais e educadores. Após a palestra, sessão de autógrafos com Lúcia Helena Galvão e Isabella Arruda, autoras, respectivamente, dos livros de filosofia para o público infanto-juvenil “Caibalion: A Viagem da Vida” e “Histórias para Despertar”. Curadoria: Hanoi Editora [+] saiba mais Orquestra Sinfônica Brasileira - Concerto Especial Dia das Crianças 15/10 a 16/10 Música Ministério do Turismo, Instituto Cultural Vale, Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro e Secretaria Municipal de Cultura apresentam: OSB apresenta concerto em homenagem ao Dia das Crianças, dias 15 e 16 de outubro, na Cidade das Artes Blim-Blem-Blom, de Tim Rescala, e Pedro e o Lobo, de Sergei Prokofiev, estão no programa Com repertório voltado para o público infantil, em homenagem ao Dia das Crianças, a Orquestra Sinfônica Brasileira se apresenta no Teatro de Câmara da Cidade das Artes Bibi Ferreira nos dias 15 e 16 de outubro. No programa, que será conduzido pelo maestro Ubiratã Rodrigues, estão Blim-Blem-Blom, de Tim Rescala, e Pedro e o Lobo, de Sergei Prokofiev. A narração ficará a cargo de José Mauro Brant. O concerto tem início com a suíte orquestral para crianças Blim-Blem-Blom, de Tim Rescala. Cada um dos cinco movimentos desta peça propõe uma brincadeira diferente, transmitindo noções básicas de música de forma subliminar e lúdica. Na sequência o público ouvirá Pedro e o Lobo. Com texto e música assinados por Sergei Prokofiev, a composição narra a história de um menino, Pedro, que vive com seu avô próximo a uma floresta. Em um dia ensolarado em que tudo parecia correr bem, o jovenzinho e seus amigos animais se veem em perigo, diante de um lobo ameaçador. O enredo é uma celebração da amizade, da coragem e do trabalho em grupo e ganha ainda mais cor e vitalidade com a música que o acompanha. O enlace entre os sons dos instrumentos da orquestra, os personagens e a ação narrativa unificam música e texto. Cada um dos personagens da obra é associado a um instrumento ou grupo de instrumentos: Pedro é associado às cordas; o pássaro, à flauta; o gato, ao clarinete; o pato, ao oboé; o avô, ao fagote; o lobo, às trompas; os caçadores, à percussão.   [+] saiba mais
123456