Fundação Cidade das Artes

Programação » Zona Oeste Viva!

Evento Encerrado

Zona Oeste Viva!



Zona Oeste Viva!

Iniciativa busca articular e fortalecer a rede de artistas e empreendedores sociais da zona oeste.

A  zona oeste da cidade do Rio de Janeiro é a região com a maior população da cidade(41% dos cariocas vivem aqui). A Cidade das Artes é o maior equipamento público. Paradoxalmente, a zona oeste também lidera os piores Índices de Desenvolvimento Humano do Rio.

Como garantir os direitos sociais fundamentais a essa parcela da população? Qual o papel da cultura nesse processo?  Um equipamento –cidade pode otimizar e potencializar a organização e o fluxo da vida criativa na região? Dessas provocações nasce o "Zona Oeste Viva!", um espaço de contato democrático, dinâmico, interativo e cocriativo de trocas de saberes e fazeres entre artistas, intelectuais, coletivos, produtores, educadores e o público, de modo horizontal, gratuito,  olho no olho. É um espaço para pensar e agir na zona oeste e que agrega uma conexão com a cidade inteira.

 

A estreia será dia 25 de abril de 2018 às 19h, na sala de leitura da Cidade das Artes. Vamos bater um papo com Veruska Delfino, Márcia Florêncio, Viviane Sales, Walmyr Júnior, Taís Espírito Santo e o público, com a seguinte pergunta disparadora: Como o jovem carioca pode voltar a sonhar com a cidade?

 

Performances artísticas:

Leitura de textos da escritora Taís Espírito Santo, moradora de Campo Grande, flash mob  com os jovens da  Cia In Off de Realengo. A edição de estreia conta com a participação dos jovens do Festival Todo Jovem é Rio, um projeto de política e cidade que está percorrendo 40 casas em diferentes pontos da cidade.

 

"O Zona Oeste Viva!" é uma realização da Trilhos Produções Artísticas em parceria com a Fundação Cidade das Artes e conta com o apoio da Editora Malê.

 

Convidados:

 

Márcia Florêncio  é psicóloga, Mestra em Educação pela Universidade Federal do Estado Rio de Janeiro (UNIRIO). Em sua trajetória profissional atuou no Grupo Cultural Afro Reggae, nas comunidades de Vigário Geral, Parada de Lucas e Cantagalo; no CIEDS (Centro Integrado de Estudos e Programas de Desenvolvimento Sustentável), coordenou o projeto Bairro Educador e supervisionou o Programa Coordenadores de Pais . Tem experiência em gestão de projetos sociais, educacionais e culturais. Atualmente, como consultora se dedica ao tema da gestão escolar, em especial para a questão do gerenciamento de recurso financeiro direto na escola, na perspectiva da ampliação da participação social/gestão democrática e com a gestão pessoal de dinheiro.

 

 

 

Taís Espírito Santo. Mulher! Negra! Do Rio de Janeiro, precisamente da Zona Oeste, criada em Campo Grande. Filha da Isabel e do Francisco. Escritora, poetisa nas horas vagas e nas não vagas também, produtora, amante de música e de Nina Simone. Atriz.

Filha de Oxalá com Yemanjá, serena como o ar e viva no mar, como água-viva.

No K-BELA emprestou sua negritude enegrecida através de lábios que falam por si, mesmo em silêncio.

Em março de 2017, pela Editora Malê teve seus dois textos publicados "A pretinha e o pretinho" e "Quando parei de mandar beijos" no livro "Olhos de Azeviche- Dez editoras negras que estão renovando a literatura brasileira. 

 

 

Veruska Delfino é atriz e produtora cultural, 29 anos, coordena o Projeto Agência de Redes para Juventude. É líder no programa Renova BR e ativadora de redes e ações no circuito cultural periférico da cidade do Rio de Janeiro. Veruska mora na Glória.

 

 

Viviane Salles, poeta e criadora do ‘Poesia de Esquina na Cidade de Deus’, um dos principais saraus da cena cultural contemporânea do Rio. Socióloga formada na PUC. Vivi é cria da  CDD.

 

 

Walmyr Júnior é morador de Marcílio Dias, no conjunto de favelas da Maré, é professor, membro do MNU e do Coletivo Enegrecer. Atua como Conselheiro Nacional de Juventude (Conjuve). Integra a Pastoral Universitária da PUC-Rio. Representou a sociedade civil no encontro com o Papa Francisco no Theatro Municipal, durante a JMJ.

 

 

Mediador: Pablo Ramoz é ator, produtor cultural e morador de Santa Cruz, zona oeste do Rio. Pesquisa e atua em periferias e favelas da cidade metropolitana.

 

REALIZAÇÃO: 

    

 

 

PARCERIA:

  

Projetos CDA

Informações Gerais

Datas

25/04

Horários

Quarta - 19h 

Local

Cidade das Artes

Sala

Classificação Etária

Livre

Programação Gratuita

Demais Eventos da Programação

Acompanhe nossa Programação On-line 17/04 a 28/12 Projetos CDA Você #ficaemcasa e a gente te entrega ao vivo: CULTURA, EMPREENDENDORISMO, CONHECIMENTO, ARTE, GASTRONOMIA, MÚSICA E MUITO MAIS.   Acompanhe a programação online que preparamos para você em nossas redes sociais: Facebook: cidadedasartes Instagram: cidadedasartes_ Twitter: fundcda Youtube: CidadedasArtes   Você é nosso convidado! Vem com a gente! [+] saiba mais Drive-in das Artes | Vendas Abertas 18/06 a 30/11 Outros Cine Drive-in das Artes é a mais nova opção de diversão para os cariocas A tela de mais de 200m² foi montada no estacionamento da Cidade das Artes e o local pode receber até 100 automóveis simultaneamente, com duas pessoas para sessões adultas e quatro, sendo duas crianças, para os filmes infantis. Todas as regras de segurança e higiene por causa da pandemia da Covid-19 serão seguidas e as vendas só acontecerão online. "A Palonvitas se uniu à Prefeitura do Rio, por meio da Secretaria Municipal de Cultura e da Cidade das Artes para oferecer ao carioca mais uma opção de lazer em meio a esse momento delicado que vivemos. Queremos trazer de volta o prazer das pessoas verem um filme sem ser em casa. E tudo com a máxima segurança", explicou Felipe Palermo, um dos idealizadores do projeto e sócio da Palonvitas.  Para a prevenção de riscos à saúde de visitantes e funcionários, a novidade que se tornou símbolo da retomada das atividades culturais da pasta conta com um planejamento elaborado a partir de normas higiênico-sanitárias, como as Regras de Ouro e o protocolo específico para eventos criados pela Subsecretaria de Vigilância Sanitária e Controle de Zoonoses. "Desde o início das restrições nós refletimos com outros órgãos da Prefeitura, setor cultural e a sociedade civil, as formas de oferecer entretenimento e arte à população. Durante esse tempo, a secretaria realizou atividades online com um empenho incrível de nossas equipes. Só nas nossas redes, cerca de 370 mil pessoas curtiram projetos de sucesso como o Vira Rio Cultural no Dia do Trabalhador, ou o Cinema nas Janelas da RioFilme. A Cultura nunca parou, mas agora o Drive-In simboliza a retomada com todo o charme do cinema dos anos 70, em um momento que discutimos protocolos sanitários para a reabertura dos equipamentos com segurança", explicou o secretário municipal de Cultura, Adolfo Konder. A venda exclusiva de ingresso online é uma das medidas de prevenção e combate ao novo coronavírus. Na entrada do drive-in, um funcionário usando equipamentos de proteção individual (EPIs) vai orientar o público sobre a localização da vaga comprada pela internet. Os lanches serão entregues através da janela do carro e somente com a utilização das máscaras. E para ir ao banheiro, o visitante será transportado em um carrinho de golfe. Não haverá filas e os sanitários serão higienizados a cada uso. "Assim que saiu o decreto em março, nós pensamos que o Drive-In seria uma alternativa realmente viável porque o contato pessoal é zero, você não sai do carro. Começamos a buscar parcerias e hoje temos muita alegria de realizar esse projeto para a cidade do Rio de Janeiro. Idealizamos todos os detalhes para trazer o charme do drive-in dos anos 70, e agora a ideia é expandir e pensar em novas atrações ao ar livre, considerando o excelente espaço que temos", resume a presidente da Cidade das Artes, Renata Monteiro. [+] saiba mais