Fundação Cidade das Artes

Programação » Adriana Calcanhotto | Gravação do DVD MARGEM

Evento Encerrado

Adriana Calcanhotto | Gravação do DVD MARGEM



Adriana Calcanhotto grava projeto audiovisual de "Margem" na Cidade das Artes

Registro ao vivo será feito no dia 14 de dezembro, no Rio de Janeiro

Após a turnê bem-sucedida de A Mulher do Pau Brasil, na qual Adriana Calcanhotto apresentou o resultado da sua estadia como docente na cidade de Coimbra, em Portugal, para brasileiros e portugueses, a cantora mais uma vez vem se dar ao mar como imagem para apresentar “Margem”.

 

A estreia nacional da turnê ocorreu em agosto de 2019, percorrendo cidades de todo o país com mais de 40 apresentações. Em outubro, “Margem” chegou aos Estados Unidos e, em seguida, passará pela Europa. No dia 14 de dezembro, Adriana Calcanhotto gravará na Cidade das Artes, no Rio de Janeiro, o projeto audiovisual de “Margem”.

A cantora assina a direção do espetáculo de seu novo álbum, Margem, lançado em junho de 2019. A banda que a acompanha é formada pelos mesmos músicos que tocaram e coproduziram com ela o seu mais recente trabalho de estúdio. Rafael Rocha (mpc, bateria, percussão, Handsonic, assovio), Bruno Di Lullo (baixo e synth) e Bem Gil (guitarra e synth), os dois últimos estiveram com Calcanhotto na turnê A Mulher do Pau Brasil, que rodou o Brasil no segundo semestre de 2018.

 

O repertório do novo show tem como esqueleto as canções do novo álbum e resgata músicas de Maritmo e Maré, os outros dois discos da trilogia marinha (como “Mais Feliz”, “Vambora”, “Quem vem pra beira do mar”), além de sucessos da carreira de Adriana, como “Devolva-me” e “Maresia” canções arranjadas especialmente para o espetáculo, como ‘Futuros amantes”, de Chico Buarque, de 1993, que a cantora gravou como faixa exclusiva para a versão japonesa do álbum Margem. “Canção irmã de “Os ilhéus”, apontam as duas para muito tempo depois de nossa civilização, e apostam as duas no amor e na virtude como humanidades sobreviventes aos tempos. Não saberemos. As duas canções irmãs só se encontram no palco (e no disco japonês) e em sequência. É dos momentos mais fortes do show, pra mim, no sentido do quanto uma canção pode exigir de nós em termos da nossa capacidade de rendição à beleza. Será que um dia Copacabana será a nova Atlântida? Chico Buarque e Antonio Cicero é quem sabem”, especula a compositora.

 

“No primeiro ensaio olhei para a banda e falei “vamos fazer um luau”. Esse foi o primeiro sentimento. Luaus dependem da força do vento, do tempo que ele sopra numa só direção, da maré, e esse show é assim; completamente dependente do mar. Com os ensaios, porém, fui percebendo que o emaranhado de textos do roteiro, que tem muitos ecos e referências literárias, foi se superpondo à ideia de luau, que é a princípio menos complexo. Os arquétipos marinhos foram dando as caras, a meu ver em função da sonoridade que alcançamos tocando juntos tanto tempo depois das gravações do disco. O som do show não quis ser o som do disco, o universo timbrístico teve que se expandir pra conter as canções da trilogia e mais as outras todas e isso era previsto, mas o som do show resultou mais relaxado, mais vagabundo. Interessante foi notar as ligações que as canções começaram a fazer entre si independentemente da minha ação. De certa forma, fui observando o roteiro se fazer a si próprio, maneira inteiramente nova pra mim de conceber um espetáculo.

 

O novo show traz mais uma novidade, a lojinha Margem. Dessa vez, com uma pegada sustentável. O espaço terá diversas opções de produtos e souvenirs que estarão à venda antes e após o espetáculo. Em parceria com a empresa Papel Semente, a tag das camisas, feita com papel artesanal, ecológico e biodegradável, poderá ser plantada e em 20 dias nascerá uma flor chamada de mosquitinho branco. Já as sacolas plásticas utilizadas na lojinha são da empresa Tudo Biodegradável. A decisão ecológica é fruto de uma parceria com a ONG Funverde, que investe no plantio de árvores.

 “O irresitivel canto da sereia”

La Nación,2008

 

“Minha relação com o mar vem se aprofundando. Por causa da minha relação com o mar físico, concreto, que foi um dos motivos que me levaram a escolher o Rio de Janeiro pra morar, por exemplo, fui adentrando o mundo do mar metafórico, da literatura de mar, dos autores que escreveram sobre o mar, em prosa ou verso, enfim, essa tradição da literatura de mar, sobretudo portuguesa”

Adriana Calcanhotto in Maré, 2008

 

 

"O espetáculo é onde as águas da trilogia se encontram, uma espécie de pororoca de água salgada” 

Adriana Calcanhotto in Margem 2019

 

 

Assessoria de Imprensa | Adriana Calcanhotto

Perfexx Assessoria | www.perfexx.com.br | Tel: (11) 2306-7092

Ana Paula Aschenbach | anapaula@perfexx.com.br

Tânia Barbato | tania@perfexx.com.br

Carla Clara | carla@perfexx.com.br

Gabriela Carvalhal | gabriela@perfexx.com.br

Ana Prado | aprado@perfexx.com.br

 

Música

Informações Gerais

Datas

14/12

Horários

Sábado – 21h

Local

Cidade das Artes

Sala

Grande Sala

Classificação Etária

Livre

Em caso de compra de ingresso pelo call center ou pelo site é possível escolher somente o setor que você deseja. O próprio sistema identifica as cadeiras livres no setor escolhido e emite os ingressos referentes aos lugares vagos. Comprando o ingresso diretamente na bilheteria da Cidade das Artes é possível escolher setor e cadeira.

Demais Eventos da Programação

Acompanhe nossa Programação On-line 17/04 a 28/12 Projetos CDA Você #ficaemcasa e a gente te entrega ao vivo: CULTURA, EMPREENDENDORISMO, CONHECIMENTO, ARTE, GASTRONOMIA, MÚSICA E MUITO MAIS.   Acompanhe a programação online que preparamos para você em nossas redes sociais: Facebook: cidadedasartes Instagram: cidadedasartes_ Twitter: fundcda Youtube: CidadedasArtes   Você é nosso convidado! Vem com a gente! [+] saiba mais FAÇA SUA DOAÇÃO - Drive Thru Social 22/04 a 30/06 Projetos CDA SUA CONTRIBUIÇÃO É UM PRATO CHEIO. A Cidade das Artes está realizando uma ação especial durante o período da quarentena: o DRIVE THRU SOCIAL. Você pode trazer as suas doações, e entregá-las sem sair do carro, todos os dias, próximo ao ponto de embarque e desembarque, das 10h às 18h. Participe doando: - Alimentos não perecíveis, - Água mineral, - Itens de higiene pessoal e, - Produtos de limpeza. As doações serão entregues às famílias do projeto Arte Vida Arte, da Cidade de Deus, que forma jovens de 7 a 14 anos por meio da educação pela arte.   Espalhe solidariedade! Não é por um, é por todos!   Para mais informações ligue 3325-0102.   [+] saiba mais Mart´nália Canta Vinicius de Moraes 15/08 Música NOVA DATA: Devido às medidas de prevenção e contenção ao contágio do novo CORONAVÍRUS, a Fundação Cidade das Artes, informa que o show “MART´NÁLIA CANTA VINÍCIUS DE MORAES”, que aconteceria no sábado, dia 16 de maio, tem nova data, dia 15 de agosto.   A partir de 21/03/2020 a Bilheteria da Cidade das Artes fecha por tempo indeterminado devido às medidas de prevenção e contenção ao contágio do novo CORONAVÍRUS. Dúvidas e informações relacionadas a ingressos, favor entrar em contato diretamente com a Ingresso Rápido.   SAC apenas whatsapp (11) 94925-7737 e-mail: sac@ingressorapido.com.br         Show homenageia o poeta, em única apresentação no dia 15 de agosto   Nada poderia representar melhor o coração inflamado do carioca do que unir Vinicius e Mart’nália. A cantora já gravou e interpretou nos seus shows muitas coisas lindas. E sempre cantou Vinicius de Moraes, sua paixão e eterno “poetinha”, que tem uma obra vasta e surpreendente. Sua mãe Anália, quando ficava brava mandava logo um vai pra “Tonga da Mironga”... E Martinho, seu pai, assovia canções dele o tempo todo. E foi assim que ela cresceu! Por isso mesmo, o CD escolhido e o show prazerosamente cantado é VINICIUS DE MORAES. O álbum foi produzido musicalmente por Arthur Maia (6 faixas) e Celso Fonseca (6 faixas), e acaba de ganhar o GRAMMY LATINO de 2019 de melhor disco de samba. O show tem direção geral de Marcia Alvarez e Mart’nália, e arranjos de Jorjão Barreto, que também participou do CD. A luz será assinada por Daniela Sanchez. No repertório, a cantora traz ainda outras canções já gravadas por ela, como: “Para que Chorar”, “Mulata do Sapateado”, “Tempo Feliz”, “Sei Lá - a Vida Tem Sempre Razão”, e outras mais... Enquanto isso, na plateia, o público poderá cantar e se emocionar!   “Mart’nália cantando VINICIUS na Lapa salva o BRASIL. Sabe Você, Chega de Saudade, Você e Eu, Canto de Ossanha, Eu Sei Que Vou Te Amar, Tarde em Itapuã, tudo em intensa beleza. Tão delicado e tão contundente! Música. Aconchego com a banda. Saudade de Arthur Maia transformada em felicidade eterna. Martina sambando! Sua irmã sambando! Cada fração de segundo é uma vivência de suingue e paixão. O Circo voou. O Rio se redimiu. O Brasil vai rolar. Grande artista é isso: refaz a realidade em suas profundezas. Mart’nália faz. Ela é. Carlos Lyra, Tom Jobim, Baden, Toquinho, todos os parceiros de Vinicius tiveram seu talento iluminado pela musicalidade natural, impensada, libertadora de Martina. Nós todos que pudemos estar lá reaprendemos a viver”. Caetano Veloso em seu Instagram, sobre o show do Circo Voador - Rio, realizado em 23 de agosto de 2019.   A BANDA: Mart’nália – voz e percussão; Jorjão Barreto – vocal e teclados; Humberto Mirabelli – violão e guitarra; Rodrigo Villa – contrabaixo; Flavio Santos – bateria; Macaco Branco – percussão; Analimar Ventapane – vocal.   [+] saiba mais